LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

INTERNACIONAL

ALEMANHA VAI LIDERAR FORÇA DE ELEVADA PRONTIDÃO DA NATO

A Alemanha vai liderar a partir de domingo a Força Conjunta de Elevada Prontidão da NATO, que mantém milhares de soldados em estado de alerta, prontos para serem mobilizados em questão de dias, informou hoje a Aliança Atlântica.

blank

A Alemanha vai liderar a partir de domingo a Força Conjunta de Elevada Prontidão da NATO, que mantém milhares de soldados em estado de alerta, prontos para serem mobilizados em questão de dias, informou hoje a Aliança Atlântica.

A Força Conjunta de Elevada Prontidão da NATO (VJTF, na sigla em inglês) foi criada em 2014 como núcleo de uma Força de Reação da NATO, após a anexação ilegal da Rússia nesse ano da península ucraniana da Crimeia e as crises no Médio Oriente.

A Alemanha assumirá o comando da VJTF após a França, que liderou o contingente em 2022.

Num comunicado, a Aliança Atlântica explicou que, em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro, decidiu enviar elementos da VJTF para a Roménia, naquela que foi a primeira missão de defesa coletiva da unidade.

“A Alemanha é um aliado importante e agradecemos por liderar a VJTF em 2023”, disse a porta-voz da NATO, Oana Lungescu.

“Como a guerra ilegal da Rússia na Ucrânia continua a ameaçar a paz e a segurança na Europa, não deve haver dúvidas sobre a determinação da NATO em proteger e defender cada centímetro do território aliado”, prosseguiu a mesma porta-voz.

A VJTF “é a primeira resposta da NATO e uma peça-chave da nossa defesa coletiva”, afirmou Lungescu, acrescentando que “a liderança da Alemanha é uma forte demonstração do seu empenho e capacidades”.

É também o maior elemento permanente desta força de resposta da NATO, cuja liderança e composição alternam anualmente entre os aliados.

Em 2023, as forças terrestres da VJTF terão o seu núcleo na 37ª Brigada Panzergrenadier do Exército alemão.

No total, nove aliados vão contribuir para esta força de destacamento rápido: Bélgica, República Checa, Alemanha, Eslovénia, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Noruega e Países Baixos.

Além disso, pela primeira vez, a Alemanha também lidera o comando designado das Forças Especiais VJTF.

A ofensiva militar russa no território ucraniano, lançada a 24 de fevereiro e que ainda prossegue, mergulhou a Europa naquela que é considerada a crise de segurança mais grave desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

INTERNACIONAL

Os Estados Unidos vão aceder ao pedido de Kiev e enviar mísseis de longo alcance para a Ucrânia, que prepara uma ofensiva na primavera...

INTERNACIONAL

O comissário ucraniano dos direitos humanos acusou hoje os russos de raptar crianças da Ucrânia para alimentar os tráficos sexuais.

INTERNACIONAL

O primeiro-ministro ucraniano Denys Shmygal, disse hoje que a guerra na Ucrânia causou até agora entre 550 e 690 mil milhões de euros de...

INTERNACIONAL

A União Europeia (UE) decidiu hoje prolongar por mais seis meses, até 31 de julho de 2023, as sanções que visam setores específicos da...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER