LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

REGIÕES

CHAVES: BARRAGEM DE ARCOSSÓ RECUPERA CAPACIDADE APÓS SECA

A albufeira da barragem de Arcossó, em Chaves, atingiu os 65% da capacidade total de armazenamento de água, depois de ter descido aos 2,5% no final do verão, disse esta segunda-feira fonte da Direção Regional de Agricultura.

blank

A albufeira da barragem de Arcossó, em Chaves, atingiu os 65% da capacidade total de armazenamento de água, depois de ter descido aos 2,5% no final do verão, disse esta segunda-feira fonte da Direção Regional de Agricultura.

Por causa da seca, a rega a partir deste aproveitamento hidroagrícola, no Norte do distrito de Vila Real, foi cortada em julho, mas já em junho tinha sido incluído na lista anunciada pelo Governo com restrições para a campanha de rega no país.

“A albufeira está a encher. Neste momento estamos com quase 65% da capacidade total de armazenamento da albufeira. Temos uma capacidade perto de cinco milhões de metros cúbicos e, neste momento, estamos com três milhões, cento e setenta mil”, afirmou à agência Lusa Rui Guerra, da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN) e representante do Estado na Associação de Regantes e Beneficiários da Veiga de Chaves.

Uma recuperação que se começou a sentir de forma mais significativa a partir do mês de dezembro e em resultado da precipitação intensa que caiu no território.

Rui Guerra lembrou que, no final da campanha de rega e do verão, em setembro, aquela barragem, localmente conhecida como Nogueirinhas, andava na “ordem dos 2,5% da capacidade de armazenamento de água”.

“Pensamos que as barragens poderão atingir, até à primavera, os valores de pleno enchimento. No panorama geral das barragens que nós monitorizamos em Trás-os-Montes, que são 13, neste momento temos sete a 100%”, salientou, reforçando que a “campanha de rega deverá estar assegurada” este ano.

A DRAPN monitoriza quatro barragens no distrito de Vila Real, todas elas localizadas no concelho de Chaves, designadamente Arcossó (65%), Mairos (84%), Rego do Milho (92,6%) e Curalha (100%).

Como partilham a mesma linha de água, assim que a barragem de Mairos atingir a plenitude, passará a debitar água para Arcossó, contribuindo para uma recuperação mais rápida desta albufeira.

A barragem de Arcossó serve os agricultores da Associação de Regantes e Beneficiários da Veiga de Chaves, que possui à volta de 2.500 sócios, com cerca de 16.000 parcelas e, neste território, as culturas predominantes são o milho, a batata e cereais.

A campanha de rega deverá ser retomada em abril ou maio.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

REGIÕES

A ministra da Coesão Territorial considerou hoje o Plano Estratégico da Terra de Miranda, delineado para o Planalto Mirandês, no distrito de Bragança, como...

INTERNACIONAL

O primeiro-ministro ucraniano Denys Shmygal, disse hoje que a guerra na Ucrânia causou até agora entre 550 e 690 mil milhões de euros de...

REGIÕES

Moradores nas proximidades do bairro da Pasteleira e de Pinheiro Torres asseguraram hoje que com o consumo e tráfico de droga aquela zona do...

REGIÕES

Cerca de 50 alunos da Escola Secundária de Cinfães foram hoje assistidos, seis no centro de saúde e os restantes no estabelecimento de ensino,...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER