LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

DESPORTO

FRANÇA: HUGO LLORIS RENUNCIA À SELEÇÃO APÓS 145 INTERNACIONALIZAÇÕES

O guarda-redes Hugo Lloris, ‘capitão’ da seleção francesa campeã do mundo em 2018 e futebolista mais vezes internacional pelos gauleses, anunciou hoje que renuncia à seleção, por quem alinhou por 145 vezes.

blank

O guarda-redes Hugo Lloris, ‘capitão’ da seleção francesa campeã do mundo em 2018 e futebolista mais vezes internacional pelos gauleses, anunciou hoje que renuncia à seleção, por quem alinhou por 145 vezes.

Em declarações ao diário desportivo L’Équipe, na edição que será disponibilizada na terça-feira, Lloris admite que “não é fácil anunciar isto”, mas que, aos 36 anos, “chegou ao fim”.

“Depois de 14 anos a defender esta camisola, que enverguei com imenso prazer, com orgulho, dever e sentido de responsabilidade, creio que cheguei ao fim”, disse o jogador, que há três semanas foi finalista derrotado no Mundial2022, no Qatar.

Internacional desde 2008, Lloris recebeu a braçadeira de ‘capitão’ de Laurent Blanc, depois do fiasco da edição de 2010 do Mundial.

O atual selecionador, Didier Deschamps, fez de Lloris um elemento-chave da equipa de França, num percurso que teve como melhores momentos a final do Euro2016, a vitória no Mundial2018 e a presença na final de 2022, em 18 de dezembro, quando os gauleses perderam com a Argentina, nas grandes penalidades – 4-2, após 3-3.

“Chega o momento em que tens de passar o testemunho”, diz Lloris ao L’équipe. “Penso que a equipa está preparada para continuar”, acrescentou, evocando o seu natural sucessor, Mike Maignan.

Maignan falhou o Mundial do Qatar, mas o guarda-redes do AC Milan, de 27 anos, é visto como o natural ‘número 1’ de França nos jogos de qualificação para o Euro2024, a partir de março.

“Fico com o sentimento de ter dado tudo, de ainda ter tomado o meu lugar na aventura, mas não quero esperar pelo momento em que comece a fazer um pouco menos. Prefiro sair ainda no alto, depois de ajudar a seleção a chegar à final do Mundial”, confidenciou Lloris ao jornal francês.

Vencedor da Liga das Nações de 2021, o guarda-redes do Tottenham é também o jogador que mais vezes usou a braçadeira de ‘capitão’ na seleção francesa (121) e aquele que maior número de jogos (20) disputou pelos ‘bleus’ em Mundiais.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

INTERNACIONAL

A União Europeia (UE) decidiu hoje prolongar por mais seis meses, até 31 de julho de 2023, as sanções que visam setores específicos da...

INTERNACIONAL

O envio de armamento pesado e ofensivo destinado a Kiev pelos países ocidentais poderá implicar uma nova e vitoriosa ofensiva ucraniana ou uma escalada...

DESPORTO

O Benfica venceu hoje na vista ao Paços de Ferreira por 2-0, em jogo antecipado da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol,...

DESPORTO

O árbitro João Pinheiro vai dirigir pela sétima vez um jogo entre Sporting e FC Porto, no sábado, na final da Taça da Liga,...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER