LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

INTERNACIONAL

GUERRA: RÚSSIA REITERA AMEAÇAS SOBRE O USO DE ARMAS NUCLEARES

O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, o ex-presidente Dmitri Medvedev, alertou hoje o “Ocidente” contra o envio de armamento pesado à Ucrânia afirmando que a derrota russa numa guerra convencional pode provocar um conflito nuclear.

blank

O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, o ex-presidente Dmitri Medvedev, alertou hoje o “Ocidente” contra o envio de armamento pesado à Ucrânia afirmando que a derrota russa numa guerra convencional pode provocar um conflito nuclear.

“Na base da NATO em Ramstein (Alemanha) os grandes líderes discutem novas táticas e estratégicas, assim como o abastecimento de novas armas e sistemas de ataque à Ucrânia. Isto acontece depois do Fórum de Davos onde foliões ‘atrasados mentais’ repetiram como um mantra:’para se conseguir a paz, a Rússia deve perder’”, afirmou Medvedev ameaçando com a possibilidade de um agravamento da situação militar.

“E a nenhum desses miseráveis lhes ocorre retirar uma conclusão elementar: a derrota de uma potência nuclear numa guerra convencional pode provocar uma guerra nuclear”, acrescentou.

As posições de Medvedev foram expressas através do sistema digital de mensagens Telegram.

Na mesma declaração, o vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia reitera as mesmas ameaças: “as potências nucleares não perdem os grandes conflitos de que dependem o seu próprio destino”.

“Isto deveria ser óbvio para qualquer pessoa. Inclusivamente para um político ocidental que conserve, pelo menos, o mínimo rasgo de inteligência”, declarou.

O ex-vice-presidente da Rússia emite novas ameaças sobre a possibilidade de um conflito nuclear precisamente na véspera da reunião do Grupo de Contacto para a Defesa da Ucrânia, na base aérea norte-americana de Ramstein na Alemanha.

Os países que apoiam Kiev devem anunciar novas ajudas militares à Ucrânia.

No mesmo sentido, hoje o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel reúne-se o chefe de Estado e membros do governo prevendo-se encontros onde deve discutir novas ajudas militares à Ucrânia, país que voltou a ser invadido pela Rússia em fevereiro do ano passado.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

INTERNACIONAL

Os Estados Unidos vão aceder ao pedido de Kiev e enviar mísseis de longo alcance para a Ucrânia, que prepara uma ofensiva na primavera...

INTERNACIONAL

O comissário ucraniano dos direitos humanos acusou hoje os russos de raptar crianças da Ucrânia para alimentar os tráficos sexuais.

INTERNACIONAL

O primeiro-ministro ucraniano Denys Shmygal, disse hoje que a guerra na Ucrânia causou até agora entre 550 e 690 mil milhões de euros de...

INTERNACIONAL

A União Europeia (UE) decidiu hoje prolongar por mais seis meses, até 31 de julho de 2023, as sanções que visam setores específicos da...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER