LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

REGIÕES

PROTEÇÃO CIVIL ALERTA PARA CHUVA FORTE E RISCO DE CHEIAS

A Proteção Civil alertou hoje a população para as previsões de chuva e vento durante o dia de terça-feira que podem causar cheias, inundações e deslizamento de terras, principalmente nas regiões do Norte e Centro.

blank

A Proteção Civil alertou hoje a população para as previsões de chuva e vento durante o dia de terça-feira que podem causar cheias, inundações e deslizamento de terras, principalmente nas regiões do Norte e Centro.

Num aviso à população, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) dá conta das previsões, para terça-feira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) que apontam para períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, em especial no litoral e zonas montanhosas das regiões Norte e Centro, podendo acumular mais de 10 milímetros numa hora ou 30 milímetros em seis horas no Minho e Douro Litoral, entre o fim da madrugada e o meio da tarde, e que podem ser acompanhados de trovoada.

O IPMA prevê também vento de sudoeste, por vezes forte na faixa costeira, em especial a norte do Cabo Carvoeiro, e nas terras altas do Norte e Centro e agitação marítima na costa ocidental do Norte e do Centro com ondas de quatro a cinco metros de altura significativa até quarta-feira.

A ANEPC indica igualmente que deve ser dada especial atenção às bacias hidrográficas do Lima, do Cávado, do Ave e do Douro, onde poderá haver aumento das afluências que poderão provocar inundações e eventuais descargas do sistema.

Face a esta situação, a Proteção Civil alerta para a eventual ocorrência de inundações em zonas urbanas, causadas por acumulação de águas pluviais por obstrução dos sistemas de escoamento, e de cheias, potenciadas pelo transbordo do leito de alguns cursos de água, rios e ribeiras, deslizamentos e derrocadas motivados pela infiltração da água, podendo ser potenciados pela remoção do coberto vegetal na sequência de incêndios rurais, e arrastamento para as vias rodoviárias de objetos soltos.

A Proteção Civil sugere ainda à população a adoção de comportamentos adequados, em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, como a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, fixação de estruturas soltas e especial cuidado na circulação e junto de áreas arborizadas e em zonas ribeirinhas.

Segundo a ANEPC, deve ser adotada uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

REGIÕES

O tribunal de Bragança remarcou para 17 de fevereiro a leitura do acórdão do julgamento sobre a morte do jovem cabo-verdiano Luís Giovani, que...

REGIÕES

Os alunos do ensino secundário que residam a mais de três quilómetros da escola vão ter transporte gratuito a partir de fevereiro, informou hoje...

REGIÕES

Uma marcha com alguns milhares de agricultores e tratores percorreu hoje o centro da cidade de Mirandela num protesto com assobios ao Governo contra...

NACIONAL

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) estendeu o aviso amarelo frio para os 18 distritos de Portugal continental até domingo devido...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER