LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

REGIÕES

PROTEÇÃO CIVIL REGISTA 789 OCORRÊNCIAS DESDE SEXTA-FEIRA

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) registou entre as 23:00 de sexta-feira e as 07:30 de hoje 789 ocorrências, a maioria na Área Metropolitana do Porto e em Coimbra devido ao mau tempo.

blank

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) registou entre as 23:00 de sexta-feira e as 07:30 de hoje 789 ocorrências, a maioria na Área Metropolitana do Porto e em Coimbra devido ao mau tempo.

“Esta noite foi mais calma. Registámos 39 ocorrências a nível nacional, mas a maioria no Grande Porto e Coimbra devido à chuva”, disse à Lusa José Rodrigues, da ANEPC.

De acordo com José Rodrigues, desde que foi decretado o estado de alerta às 23:00 de sexta-feira e as 07:30 de hoje foram registadas 789 ocorrências devido à chuva forte, que contaram com o empenhamento de 2.610 operacionais, com apoio de 1029 meios.

“Das 789 ocorrências, 251 foram registadas na Área Metropolitana do Porto e 162 em Coimbra”, disse o comandante da ANEPC.

As ocorrências estão relacionadas com quedas de árvores, de estruturas, inundações, limpezas de vias e movimentação de massas.

“Agora vamos estar atentos aos leitos dos rios, sobretudo na zona do Mondego e Douro para prevenir eventuais cheias. Vamos ter maré cheia às 16:50”, disse.

A Proteção Civil emitiu um aviso à população para o risco de cheias e inundações, incluindo no Porto e em Gaia, após “precipitação persistente” que levou ao “aumento significativo dos caudais do rio Douro”.

Tendo por base a informação do Agência Portuguesa do Ambiente e do Centro de Previsão e Prevenção de Cheias do Douro, a ANEPC avisa em comunicado que o rio Douro atingiu “valores de referência elevados”.

A ANEPC avisa na mesma nota que o aumento do caudal pode causar inundações em “zonas historicamente mais vulneráveis”.

Nesta previsão estão incluídas a foz do rio Sabor, a zona ribeirinha da aldeia de Foz Tua, a zona fluvial de São Martinho em Nagozelo do Douro, o cais do Pinhão, a zona ribeirinha da cidade de Peso da Régua, o cais de Bitetos, a foz do rio Tâmega e zonas ribeirinhas do estuário do Douro, que incluem o Porto e Vila Nova de Gaia.

A ANEPC recomenda à população que não se exponha às zonas afetadas pelas cheias e que não atravesse zonas inundadas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu entretanto aviso amarelo para 10 distritos de Portugal continental devido à previsão de agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros.

O aviso para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa vai prolongar-se até às 18:00 de hoje e para Setúbal, Beja e Faro até às 09:00 de hoje.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

REGIÕES

A ministra da Coesão Territorial considerou hoje o Plano Estratégico da Terra de Miranda, delineado para o Planalto Mirandês, no distrito de Bragança, como...

INTERNACIONAL

O primeiro-ministro ucraniano Denys Shmygal, disse hoje que a guerra na Ucrânia causou até agora entre 550 e 690 mil milhões de euros de...

REGIÕES

Moradores nas proximidades do bairro da Pasteleira e de Pinheiro Torres asseguraram hoje que com o consumo e tráfico de droga aquela zona do...

REGIÕES

Cerca de 50 alunos da Escola Secundária de Cinfães foram hoje assistidos, seis no centro de saúde e os restantes no estabelecimento de ensino,...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER