LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

INTERNACIONAL

PUTIN DIZ QUE A UCRÂNIA É ‘USADA E GOVERNADA’ DIRETAMENTE PELOS EUA

O Presidente russo, Vladimir Putin, insistiu esta quarta-feira que a Ucrânia planeia utilizar uma “bomba suja” com elementos radioativos e adquirir armas nucleares, acusações que foram desmentidas por Kiev.

blank

O Presidente russo, Vladimir Putin, insistiu esta quarta-feira que a Ucrânia planeia utilizar uma “bomba suja” com elementos radioativos e adquirir armas nucleares, acusações que foram desmentidas por Kiev.

A Rússia tem acusado desde domingo Kiev de ter um alegado plano para usar na Ucrânia uma bomba convencional com material radioativo para desencadear uma resposta dos aliados ocidentais contra Moscovo.

“Os planos da Ucrânia de utilizar a chamada bomba suja para uma provocação são também conhecidos”, disse Putin durante uma reunião dos chefes dos organismos de segurança da Comunidade de Estados Independentes (CEI), a que presidiu por videoconferência, citado pela agência espanhola EFE.

Putin disse também que o Ocidente continua a fornecer armas à Ucrânia e “ignora as declarações de Kiev sobre a sua intenção de adquirir uma arma nuclear”.

Segundo o líder russo, a Ucrânia “perdeu a sua soberania ‘de facto’” e é “governada diretamente pelos Estados Unidos”, que a utilizam como um “aríete contra a Rússia”.

Putin disse ainda que os Estados Unidos transformaram o território ucraniano num “campo de ensaio para experiências biológicas e militares”.

Além disso, Vladimir Putin vincou que o mundo unipolar acabou. “Em frente aos nossos, o mundo está a mudar e está realmente a tornar-se multipolar, mas alguns membros da comunidade internacional estão a tentar a todos os custos agarrar-se à sua hegemonia pouco firme”, criticou, acrescentando que alguns países estão a usar “métodos políticos, militares, económicos e no campo da informação” para reverter o processo.

“Até tentam impor sanções unilaterais contra aqueles que discordam com a sua política“, atirou Vladimir Putin, que acusou que alguns membros “não se envergonham de se sabotarem”. “O potencial de conflito continua muito alto no mundo e também a nível regional.”

O Kremlin (Presidência russa) garantiu esta quarta-feira que prosseguirá os seus esforços diplomáticos para alertar a comunidade internacional para a possível utilização de uma “bomba suja” pela Ucrânia, alegando que a ameaça persiste.

“Temos informações que provam que existe uma ameaça de utilização de uma ‘bomba suja’ pela Ucrânia. Temos informações de que a Ucrânia está a preparar-se para tal sabotagem terrorista”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

O ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu falou, nos últimos dias, ao telefone com os seus homólogos de vários países, incluindo Estados, Unidos, França, Reino Unido, Turquia e China, sobre o alegado plano ucraniano.

A Ucrânia negou repetidamente as acusações russas e solicitou uma visita de peritos da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) para esclarecer quaisquer dúvidas.

A agência nuclear da ONU confirmou, na segunda-feira, que enviaria uma missão de inspetores a duas instalações nucleares ucranianas, embora a data da sua chegada ao país ainda não seja conhecida.

A pedido de Moscovo, o Conselho de Segurança da ONU debateu a questão na terça-feira, à porta fechada, com os países ocidentais a denunciarem uma campanha de desinformação por parte da Rússia.

“São alegações falsas. Desinformação como a que vimos antes. Não foi apresentada nenhuma prova. A Ucrânia tem sido clara de que não tem nada a esconder e inspetores da Organização Internacional de Energia Atómica [OIEA] estão a caminho”, disse o embaixador britânico junto da ONU, James Kariuki, no final da reunião.

As acusações russas surgiram numa altura em que a Ucrânia tem em curso uma contraofensiva que lhe permitiu reconquistar territórios controlados pela Rússia, incluindo em regiões anexadas por Moscovo.

Além da Rússia, integram a CEI Arménia, Azerbaijão, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Moldova, Tajiquistão, Turquemenistão e Uzbequistão, que fizeram parte da antiga União Soviética.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

INTERNACIONAL

Os Estados Unidos vão aceder ao pedido de Kiev e enviar mísseis de longo alcance para a Ucrânia, que prepara uma ofensiva na primavera...

INTERNACIONAL

O comissário ucraniano dos direitos humanos acusou hoje os russos de raptar crianças da Ucrânia para alimentar os tráficos sexuais.

INTERNACIONAL

O primeiro-ministro ucraniano Denys Shmygal, disse hoje que a guerra na Ucrânia causou até agora entre 550 e 690 mil milhões de euros de...

INTERNACIONAL

A União Europeia (UE) decidiu hoje prolongar por mais seis meses, até 31 de julho de 2023, as sanções que visam setores específicos da...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER