Ligue-se a nós

DESPORTO

FC PORTO: PINTO DA COSTA MUDA 5 DOS 6 VICE-PRESIDENTES DA SUA CANDIDATURA

A candidatura encabeçada pelo atual presidente do FC Porto, Pinto da Costa, às eleições dos vice-campeões nacionais de futebol, em 27 de abril, oficializou hoje cinco mudanças em relação ao atual elenco diretivo de seis vice-líderes.

Online há

em

A candidatura encabeçada pelo atual presidente do FC Porto, Pinto da Costa, às eleições dos vice-campeões nacionais de futebol, em 27 de abril, oficializou hoje cinco mudanças em relação ao atual elenco diretivo de seis vice-líderes.

Cinco semanas depois de ter apresentado António Oliveira, ex-futebolista e treinador dos ‘dragões’ e atual acionista da SAD ‘azul e branca’, o empresário João Rafael Koehler e a ortopedista Marta Massada, o líder deu conta das promoções de Nuno Namora, ‘vice’ da Mesa da Assembleia Geral, e de Vítor Hugo, vogal para o departamento de basquetebol.

Esse quinteto será ladeado por Vítor Baía, antigo guarda-redes internacional português e administrador da SAD, que é o único ‘resistente’ do atual lote de vice-presidentes do FC Porto, enquanto Adelino Caldeira, Fernando Gomes, Américo Amorim ou Paulo Mendes estão definitivamente de saída e Alípio Jorge Fernandes vai passar para vogal do bilhar.

“Houve rejuvenescimento e uma aceleração no caminho que temos a percorrer. É natural que, por vezes, as pessoas se cansem. Fernando Gomes teve um ótimo trabalho, mas já me tinha dito há um ano que a sua saída era certa. Tive de preparar uma nova equipa e, como ele saiu, aproveitei para fazer isso no setor financeiro. Resolvi alterar tudo com um princípio de mais modernidade, maior progresso e o mesmo rigor”, frisou Pinto da Costa.

Designado como administrador para a área financeira dos ‘dragões’ em 2014, Fernando Gomes terá como sucessores João Rafael Koehler, na esfera do clube, e José Fernando Figueiredo, economista e consultor sénior do Banco Mundial, no âmbito da SAD, caso o presidente ‘azul e branco’ seja reeleito para um 16.º mandato consecutivo em 27 de abril.

“A união foi um fator essencial e fundamental para as nossas vitórias. No dia a seguir às eleições, a minha maior preocupação será essa. Não será difícil unir-nos, porque não irei pensar em unir as redes sociais. Essas não têm cara e eu não sei falar com pessoas que não têm cara. Quero unir os verdadeiros portistas. É uma promessa que vos faço. Vamos fazer de tudo para que voltemos a estar todos unidos. Assim, seremos mais fortes. Daqui a quatro anos, pretendemos que o FC Porto seja ainda maior do que é hoje”, direcionou.

O advogado Nuno Namora foi escolhido para desempenhar funções na área jurídica, em substituição do homólogo Adelino Caldeira, que fazia parte da SAD há cerca de 30 anos.

Já António Borges, Eurico Pinto e Luís Fernandes mantêm-se como vogais diretivos para os departamentos de andebol, hóquei em patins e natação, respetivamente, num elenco complementado por Alípio Jorge Fernandes e Rodrigo Barros, novo responsável para o voleibol feminino, cujo cargo de provedor do sócio será desempenhado por Rita Moreira.

José Lourenço Pinto volta a ser cabeça de lista para a liderança da Mesa da Assembleia Geral pela candidatura de Pinto da Costa, que apostou em Ricardo Valente, vereador da Câmara Municipal do Porto, para suceder a Jorge Guimarães na liderança do Conselho Fiscal e Disciplinar, sendo que Américo Aguiar, cardeal e bispo de Setúbal, foi o primeiro elemento indicado para o Conselho Superior, único órgão ‘azul e branco’ não executivo.

O presidente do FC Porto recandidata-se pela última vez às eleições, que decorrerão no Estádio do Dragão, e reconheceu o desejo de dar lugar a alguém com a mesma paixão.

“André Villas-Boas já disse que não é candidato daqui a quatro anos. Ou é [eleito] agora ou volta para os carros. Seja quem for, terá o meu apoio, desde que sinta que vem para servir o FC Porto”, comentou, em alusão a um dos dois adversários no próximo sufrágio.

As eleições dos órgãos sociais do FC Porto para o quadriénio 2024-2028 são disputadas por três candidaturas, lideradas por Pinto da Costa (lista A), André Villas-Boas (B), antigo treinador da equipa de futebol, e Nuno Lobo (C), empresário e professor, incluindo ainda uma lista independente ao Conselho Superior comandada por Miguel Brás da Cunha (D).

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

DESPORTO

PRIMEIRA LIGA: BENFICA EMPATA EM VILA DO CONDE NA DESPEDIDA DA ÉPOCA (VÍDEO)

O campeão cessante Benfica despediu-se hoje da temporada 2023/24 com um empate 1-1 na visita ao terreno do Rio Ave, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Online há

em

O campeão cessante Benfica despediu-se hoje da temporada 2023/24 com um empate 1-1 na visita ao terreno do Rio Ave, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O turco Kokçu adiantou os ‘encarnados’, aos 32 minutos, mas, já em tempo de compensação, os vila-condenses chegaram à igualdade, numa grande penalidade convertida por Costinha, aos 90+3.

Já com o segundo posto garantido, o Benfica fechou a I Liga com 80 pontos, provisoriamente a sete do líder e já campeão Sporting, que no sábado recebe o lanterna-vermelha Desportivo de Chaves, enquanto o Rio Ave confirmou o estatuto de equipa com mais empates na competição (19) e encerrou o campeonato com 37 pontos, por enquanto na 11.ª posição.

Fonte: Vídeo Sport TV

LER MAIS

DESPORTO

BOAVISTA FC: DEPOIS DO “CONTROLO SALARIAL” UM NOVO PEDIDO DE INSOLVÊNCIA

A sangria de processos executivos e pedidos de insolvência de pessoa coletiva parece não ter fim à vista. Depois do “Controlo Salarial” relativo aos meses de Março e Abril, funcionários (inclui atletas e/ou treinadores) avançam com novos pedidos de Insolvência de Pessoa Coletiva.

Online há

em

A sangria de processos executivos e pedidos de insolvência de pessoa coletiva parece não ter fim à vista. Depois do “Controlo Salarial” relativo aos meses de março e abril, funcionários (inclui atletas e/ou treinadores) avançam com novos pedidos de Insolvência de Pessoa Coletiva.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (Liga) considerou regularizadas as obrigações salariais relativas aos meses de Março e Abril de 2024 após – também em abril – ter dado entrada na justiça de mais um Processo Especial de Revitalização por incumprimento e/ou insolvência iminente perante mais de 50 credores, nomeadamente e precisamente funcionários (inclui atletas e/ou treinadores).


COMO FUNCIONA O CONTROLO SALARIAL DOS CLUBES ?

O Controlo Salarial está previsto no Artigo 78-A do Regulamento das Competições Profissionais. Periodicamente os clubes estão obrigados a demonstrar a inexistência de dívidas correspondentes a retribuições-base e compensações mensais a jogadores e treinadores com contrato de trabalho ou formação.

Este controlo ocorre em três momentos:

  • Até 15 de setembro relativo aos salários de maio a agosto.
  • Até 15 de dezembro relativo aos salários de setembro a novembro.
  • Até 15 de março relativo aos salários de dezembro a fevereiro.
  • Até 15 de maio relativo aos salários de março e abril.

A demonstração do cumprimento de obrigações salariais é efetuada através de declaração do próprio clube que o ateste, subscrita pelos legais representantes e certificada por ROC ou SROC, contendo uma relação discriminada dos jogadores e treinadores a que respeita.

A demonstração do cumprimento de obrigações salariais também pode ser efetuada por via de simples acordos de pagamento entre clube e credor (funcionário, atleta ou treinador), ou seja, ainda que existam dívidas salariais pode o clube e credor chegar a um acordo de pagamento, cabendo apenas aos Tribunais a competência executiva do cumprimento desses acordos.


SINDICATO DOS JOGADORES ALERTA

No passado dia 10 de maio o Sindicato dos Jogadores alertou para as práticas irregulares a que os atletas estão sujeitos sempre que um determinado clube pretende fazer prova da regularização salarial.

O Sindicato dos Jogadores alerta os futebolistas para que procurem aconselhamento jurídico, se forem abordados para a assinatura de documentos que traduzam a confirmação de pagamentos não recebidos ou acordo para o adiamento do pagamento dos créditos laborais vencidos” pode ler-se no comunicado do Sindicato dos Jogadores.

Joaquim Evangelista, Presidente do Sindicato dos Jogadores, tem tido uma voz ativa na defesa dos direitos dos atletas. Em finais de 2023 tomou posição publica ao pedir uma “resposta à altura das exigências” especificamente em relação aos clubes incumpridores, nomeadamente Boavista, Leixões e Lank Vilaverdense após falharem mais que uma vez o controlo das obrigações salariais.

Vítor Fernandes


VEJA AINDA:

BOAVISTA FC: DEPOIS DO “CONTROLO SALARIAL” UM NOVO PEDIDO DE INSOLVÊNCIA

BOAVISTA EM INCUMPRIMENTO ARRISCA INSOLVÊNCIA E EXCLUSÃO DA LIGA – INVESTIGAÇÃO

BOAVISTA: ASSEMBLEIA GERAL ELEGE FARY FAYE PRESIDENTE

BOAVISTA EM RISCO DE EXCLUSÃO DA PRIMEIRA LIGA – CHAVES E VIZELA ATENTOS

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
LINHA CANCRO

DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL

MAIS LIDAS