LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

GOOGLE E YOUTUBE INVESTEM NO COMBATE À DESINFORMAÇÃO ONLINE

O Google e o YouTube doarão 12,7 milhões de euros à Rede Internacional de Verificação de Factos (IFCN) para combater a divulgação de desinformação ‘online’, anunciou hoje a empresa na conferência ‘Fighting Misinformation Online’, em Bruxelas.

blank

O Google e o YouTube doarão 12,7 milhões de euros à Rede Internacional de Verificação de Factos (IFCN) para combater a divulgação de desinformação ‘online’, anunciou hoje a empresa na conferência ‘Fighting Misinformation Online’, em Bruxelas.

A verba financiará a formação do Global Fact Check Fund para apoiar uma rede de 135 organizações de verificações de factos integradas na IFCN, que operam em 65 países e cobrem mais de 80 idiomas.

Para além disto, o dinheiro também será usado para apoiar os projetos já existentes e lançar novas iniciativas para aumentar informação e reduzir a desinformação e ‘fake news’.

Também a TechSoup Europe, uma rede que apoia as organizações sem fins lucrativos em toda a Europa para proporcionar competências digitais, receberá 2,4 ME para lançar um fundo acelerador para ajudar ONG’s na Europa Central e Oriental a lutar contra a desinformação.

A plataforma Demagog, que opera na República Checa, Eslováquia e Polónia, receberá cerca de 482 mil euros para a construção de um ecossistema de verificação de factos em toda a região e a agência CTK receberá 1,2 milhões de coroas checas (cerca de 49 mil euros), para preparar jornalistas locais e estudantes de jornalismo em toda a República Checa.

“O Google e o YouTube continuam dedicados a ajudar a encontrar o que se procura, fornecendo o contexto necessário para tomar decisões informadas sobre o que se vê ‘online’”, diz o comunicado da empresa.

Para além de fornecer apoio financeiro, os membros das equipas do Google e do YouTube estão a trabalhar com a Rede internacional de Verificação de Factos para explorar a cooperação, análise e ferramentas que os verificadores precisam para combater a desinformação em plataformas específicas e expandir recursos para países que não falam inglês.

O fundo será aberto em 2023, sendo a maior doação individual do Google e do YouTube para verificação de factos até o momento.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ECONOMIA & FINANÇAS

A tecnológica Alphabet, dona da Google, anunciou hoje que vai despedir 12.000 pessoas, cerca de 6,4% da sua força laboral, depois de registar anos...

INTERNACIONAL

As autoridades norte-americanas acreditam que China, Irão e Rússia estão a usar as redes sociais para interferir nas eleições intercalares nos EUA, e nenhum...

NACIONAL

O OberCom - Observatório da Comunicação e o ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa lançaram um inquérito 'online' sobre o impacto da desinformação nos media, que...

NACIONAL

Duas ações populares foram intentadas no Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão em nome de 2,9 milhões de utilizadores da Apple App Store e...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER