LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

INTERNACIONAL

SISMO: NOVO BALANÇO APONTA PARA MAIS DE 7.200 MORTOS NA TURQUIA E SÍRIA

O balanço atualizado dos sismos que abalaram na segunda-feira a Turquia e a Síria — os mais violentos na região em quase um século – eleva para mais de 7.200 o número de mortos, indicaram hoje as autoridades.

O balanço atualizado dos sismos que abalaram na segunda-feira a Turquia e a Síria — os mais violentos na região em quase um século – eleva para mais de 7.200 o número de mortos, indicaram hoje as autoridades.

Na Turquia, onde tiveram o epicentro os sismos de magnitude 7,7 e 7,6 na escala de Richter, a mais recente contagem elevou para 5.434 o número de mortos e o de feridos para 31.777, segundo os dados divulgados a partir de Hatay — uma das zonas mais afetadas — pelo ministro da Saúde, Fahrettin Koca.

Perante esta catástrofe, o Governo turco do Presidente Recep Tayyip Erdogan declarou três meses de estado de emergência nas dez províncias afetadas.

O chefe de Estado já na segunda-feira tinha declarado que estes terramotos representam o maior desastre natural sofrido no país desde o sismo de 1939 em Erzincan, no leste da Turquia, que fez mais de 32.000 mortos.

Até agora, foram contabilizadas 435 réplicas de menor intensidade nas zonas afetadas, nas quais estão a trabalhar mais de 60.000 pessoas em missões de buscas e salvamento e remoção de escombros, no âmbito de um dispositivo que conta com mais de 100 aviões e helicópteros destacados.

O sismo causou também o desabamento de um total de 5.775 edifícios, segundo as autoridades, que indicam ainda que as réplicas e as baixas temperaturas estão a dificultar as missões de resgate e reduzem as hipóteses de encontrar sobreviventes à medida que passam as horas.

Na Síria, há 12 anos mergulhada numa guerra civil, a informação sobre vítimas provém, por um lado, do Governo do Presidente Bashar al-Assad e, por outro, do último enclave do país controlado pela oposição.

Os números totais indicam que no país morreram 1.832 pessoas e 3.849 ficaram feridas.

Já antes dos sismos, a Síria sofria a sua mais grave crise humanitária desde o início da contestação contra Damasco em 2011 e o posterior início da guerra, com 90% da população abaixo do limiar da pobreza, escassez de produtos básicos e milhões de pessoas deslocadas.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

INTERNACIONAL

Uma em cada dez pessoas do mundo adoece todos os anos por consumir alimentos contaminados, que são responsáveis por mais de 200 doenças, indicam...

INTERNACIONAL

Perto de 675 milhões de pessoas em todo o mundo vivem sem eletricidade, a grande maioria das quais na África subsariana, de acordo com...

INTERNACIONAL

O oceano Ártico poderá ficar sem gelo no verão a partir de 2030, dez anos antes do previsto anteriormente, segundo uma investigação hoje publicada...

INTERNACIONAL

A ONU alertou hoje ter documentado mais de 300 mil violações graves cometidas contra crianças em conflitos desde 2005, desde assassínios a agressões sexuais,...

RÁDIO REGIONAL


HELPO


DESPORTO DIRETO


RÁDIO REGIONAL: SD | HD





RÁDIO REGIONAL VILA REAL




RÁDIO REGIONAL CHAVES




RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA




RÁDIO REGIONAL MIRANDELA



MUSICBOX


WEBRADIO 100% PORTUGAL




WEBRADIO 100% POP-ROCK




WEBRADIO 100% OLDIES




WEBRADIO 100% LOVE SONGS




WEBRADIO 100% DANCE




WEBRADIO 100% BRASIL




WEBRADIO 100% INSPIRATION


PAGAMENTO PONTUAL