Ligue-se a nós

DESPORTO

ANDRÉ VILLAS-BOAS ACREDITA QUE SERÁ PRESIDENTE DO FC PORTO

O antigo treinador do FC Porto André Villas-Boas disse hoje acreditar que está destinado a assumir o cargo de presidente dos ‘dragões’, sem desvendar se a candidatura irá ocorrer no ato eleitoral de 2024 ou em 2028.

Online há

em

O antigo treinador do FC Porto André Villas-Boas disse hoje acreditar que está destinado a assumir o cargo de presidente dos ‘dragões’, sem desvendar se a candidatura irá ocorrer no ato eleitoral de 2024 ou em 2028.

 “O plano da presidência [do FC Porto] está na minha carreira. Sou um tipo muito vinculado ao destino. As coisas que eu tenho destinadas tornam-se realidade. […] Em 2015, estava na Rússia [Zenit] e recebi uma mensagem de uma pessoa que ainda trabalha no FC Porto a dizer: ‘Eu sei que um dia vais ser presidente’. Nunca tinha pensado no assunto, mas a forma como aquilo mexeu comigo fez-me sentir que seria um destino para cumprir”, afirmou, aquando da sua participação na QSP Summit, em Matosinhos.

À margem do evento, o portuense de 45 anos, que não irá aceitar nenhum cargo de treinador até 2024, com vista à preparação para uma futura candidatura à presidência, disse não perceber o porquê de Sérgio Conceição não ter renovado novamente contrato, que tem atualmente apenas mais um ano, após a eliminação da Liga dos Campeões frente ao Inter de Milão, uma questão que considera que “todos os portistas gostavam de ver respondida”.

“A primeira coisa que devia ter sido resolvida é a questão do treinador. Para mim, o treinador deveria ter renovado no pós-Inter, ganhando ou perdendo o jogo, porque assim o merece há largos anos e porque se assim fosse teria evitado, se calhar, estes ‘cenários de namoro’, fruto da sua qualidade e da qualidade do trabalho que tem feito”, disse.

Villas-Boas foi mais longe nos elogios ao atual treinador do FC Porto e manifestou que apenas as “capacidades de exigência e intransigência invulgares” de Conceição têm salvado o emblema portista da “gestão desportiva desenquadrada das realidades financeiras do clube”.

“Porque é que não avança? Será que o próprio não quer? Não sei, porque não falo com ele. Onde é que estão as respostas a essas perguntas? Era esse o conforto que um portista gostava de sentir relativamente à construção do futuro com um treinador que tanto nos tem dado”, questionou.

Em oposição cada vez mais assumida à atual direção, Villas-Boas deixou fortes críticas à gestão atual, abordando as dificuldades financeiras do emblema ‘azul e branco’, forçado a fazer um encaixe significativo até ao final de junho, como já admitiu o administrador da SAD, Fernando Gomes, sob o risco de incumprimento do ‘fair-play’ financeiro.

“São questões que apenas o presidente e o conselho de administração poderão responder. Com certeza que já terão pensado em todos os efeitos nefastos que possa ter um incumprimento das regras de ‘financial fair-play’, de sustentabilidade do clube…”, explicou, acrescentando também que as “finanças do clube estão piores ano após ano”.

Quanto à possibilidade de concorrer contra o atual presidente, Jorge Nuno Pinto da Costa, com quem admite andar “desencontrado na relação” desde o encontro FC Porto-Marselha, em 2020, quando orientava os franceses, o treinador desvalorizou o facto de já ter afirmado que não o enfrentaria nas urnas, referindo que o dirigente disse o mesmo a seu respeito.

“Isso foi em 2020, quando assinei o livro de candidatura de Jorge Nuno Pinto da Costa. […] Quando fiz essa declaração, o presidente fez outra que dizia que não avançaria se me candidatasse, porque via em mim as capacidades e características pessoais e de personalidade, de sócio e adepto para uma função desta importância. Estamos aqui entre duas verdades ou duas inverdades, com duas pessoas a possivelmente fazerem algo que disseram que não iam fazer”, constatou.

André Villas-Boas foi treinador principal do FC Porto em 2010/2011, tendo ganho a I Liga, Taça de Portugal, Supertaça de Portugal e Liga Europa.

Ao longo do seu percurso como técnico, iniciado na Académica de Coimbra, passou por Chelsea e Tottenham (Inglaterra), Zenit (Rússia), Shanghai SIPG (China) e Marselha (França), tendo suspendido a carreira em 2021.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

DESPORTO

SUPERTAÇA: PORTO E SPORTING REENCONTRAM-SE DIA 03 DE AGOSTO EM AVEIRO

A Supertaça Cândido de Oliveira, entre o campeão Sporting e o FC Porto, vencedor da Taça de Portugal, vai disputar-se em 03 de agosto, novamente em Aveiro, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Online há

em

A Supertaça Cândido de Oliveira, entre o campeão Sporting e o FC Porto, vencedor da Taça de Portugal, vai disputar-se em 03 de agosto, novamente em Aveiro, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

A partir das 20:15, o Estádio Municipal de Aveiro volta a ser palco da discussão do primeiro troféu da época, o que acontecerá pela quinta vez consecutiva.

O Sporting procura o 10.º troféu, na 12.ª participação, enquanto o FC Porto tentará a sua 24.ª conquista, à 34.ª presença.
PUBLICIDADE

Esta é a primeira vez que ‘leões’ e ‘dragões’ se vão defrontar em Aveiro, sendo que não se encontram na Supertaça desde 2008: este vai ser o 250.º embate da história do futebol português entre dois dos seus maiores símbolos.

Nos anteriores quatro confrontos entre ambos, o Sporting superiorizou-se sempre, num terceiro jogo nas edições de 1994/95 e 1999/2000 e num embate único em 2006/07 e 2007/08, respetivamente em Leiria e Algarve, respetivamente.

O FC Porto é a equipa com mais troféus (23), seguido de Sporting e Benfica, ambos com nove, enquanto o Boavista tem três êxitos e o Vitória de Guimarães um.

LER MAIS

DESPORTO

FC PORTO: EQUIPA DE GESTÃO DE ANDRÉ VILLAS-BOAS TOMARAM POSSE NA SAD

O novo presidente do FC Porto, André Villas-Boas, sucedeu hoje a Pinto da Costa na liderança da SAD, responsável pela administração do futebol profissional do terceiro colocado da edição 2023/24 da I Liga, comunicaram os ‘dragões’.

Online há

em

O novo presidente do FC Porto, André Villas-Boas, sucedeu hoje a Pinto da Costa na liderança da SAD, responsável pela administração do futebol profissional do terceiro colocado da edição 2023/24 da I Liga, comunicaram os ‘dragões’.

Numa Assembleia Geral realizada ao final da manhã no Estádio do Dragão, no Porto, 18 acionistas aprovaram por unanimidade os nomes propostos para a cúpula da sociedade pelo ex-treinador, investido há exatamente três semanas como 34.º presidente do clube.

André Villas-Boas, de 46 anos, é acompanhado por José Pereira da Costa, responsável pelo pelouro financeiro, na comissão executiva do conselho de administração da SAD do FC Porto, que junta cinco elementos, ao contrário dos nove na gestão de Pinto da Costa.

Carlos Gomes da Silva, antigo administrador da petrolífera Galp, foi nomeado como vice-presidente, num elenco completado por Maria do Rosário Moreira, docente na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, e Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria do XXI Governo, então chefiado pelo socialista António Costa, de 2017 a 2018.

Já as presidências da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal ficam a cargo de António Tavares e Angelino Ferreira, antigo administrador financeiro da FC Porto SAD, respetivamente, replicando as funções desempenhadas em órgãos homólogos do clube.

A Comissão de Vencimentos vai ser presidida por Óscar Afonso, diretor da Faculdade de Economia do Porto, enquanto a Ernst & Young Audit prossegue como revisora oficial de contas da sociedade, cujos titulares de quatro órgãos foram aprovados por unanimidade.

A exceção aconteceu na ratificação por maioria, com uma abstenção, do novo Conselho Consultivo, que junta diversos ‘notáveis’ nas 15 vagas efetivas e é liderado por Fernando Freire de Sousa, que já era o primeiro nome indicado para o Conselho Superior do clube.

A nova composição da sociedade foi empossada rumo ao quadriénio 2024-2027, um mês depois de André Villas-Boas ter sido eleito presidente dos ‘dragões’, ao derrotar Pinto da Costa, líder há 42 anos e 15 mandatos, no sufrágio mais participado da história do clube.

Desde então, o ex-treinador foi apelando à rápida renúncia da administração cessante da SAD, mas todos os órgãos sociais prosseguiram em funções até ao fim da temporada da equipa de futebol, que arrebatou no domingo a Taça de Portugal pela 20.ª vez, e terceira consecutiva, ao vencer o recém-campeão Sporting (2-1, após prolongamento), no Jamor.

À imagem de outros jogos realizados depois das eleições, os dois dirigentes sentaram-se quase lado a lado na tribuna presidencial do Estádio Nacional, em Oeiras, e deram um abraço após o final da partida, levantando juntos o único troféu do FC Porto em 2023/24.

Se André Villas-Boas alcançou o primeiro troféu no futebol desde a sua tomada de posse presidencial, Pinto da Costa, de 86 anos, comemorou o 45.º e último em 27 temporadas como líder da SAD, fundada em 30 de julho de 1997, da mesma forma como chegou aos 69 cetros – sete dos quais internacionais – desde a primeira eleição no clube, em abril de 1982, tendo consolidado o estatuto de dirigente mais antigo e titulado do futebol mundial.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
LINHA CANCRO

DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL

MAIS LIDAS