LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

ECONOMIA & FINANÇAS

FAMÍLIAS CARENCIADAS COM MAIORES DIFICULDADES FACE AO AUMENTO DOS PREÇOS

O Banco de Portugal (BdP) considera que as famílias endividadas de menor rendimento terão, este ano, dificuldade em fazer face ao aumento dos preços dos alimentos e da energia e das taxas de juro.

blank

O Banco de Portugal (BdP) considera que as famílias endividadas de menor rendimento terão, este ano, dificuldade em fazer face ao aumento dos preços dos alimentos e da energia e das taxas de juro.

Na publicação ‘Economia numa imagem’, hoje divulgada, o BdP indica o impacto nos orçamentos familiares da subida da inflação e das taxas de juro, concluindo que o impacto é diferente consoante as famílias, sendo maior nas famílias mais pobres.

“O impacto do aumento acentuado dos preços dos bens alimentares e energéticos é mais marcado para as famílias de menor rendimento, refletindo o maior peso destes bens no seu cabaz de consumo”, refere o banco central, acrescentando que as famílias com dívidas a taxa variável, caso dos créditos à habitação, “são especialmente afetadas pelo choque de taxa de juro”.

Segundo o BdP, cerca de 30% do total de agregados familiares tem dívida a taxa variável.

Utilizando informação dos inquéritos às famílias, o Banco de Portugal projeta, para este ano, um aumento médio do rendimento disponível das famílias endividadas em torno de 6%.

Para as famílias endividadas de maior rendimento, esse aumento do rendimento “permite manter o volume de consumo de bens alimentares e energéticos e satisfazer o serviço da dívida, sem pôr em causa outro tipo de despesas”, refere o BdP.

Contudo, já para as famílias endividadas de menor rendimento “a variação média do rendimento não cobre os aumentos da despesa em bens alimentares e energéticos e do serviço da dívida, implicando um ajustamento mais exigente”.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ECONOMIA & FINANÇAS

O Ministério das Finanças publicou tabelas corrigidas de IRS para o primeiro semestre, que evitam cortes do rendimento líquido de quem teve aumento salarial...

ECONOMIA & FINANÇAS

A Rádio Regional volta a renovar pelo terceiro ano consecutivo o 'Compromisso de Pagamento Pontual' para o ano de 2023. Esta iniciativa é um...

ECONOMIA & FINANÇAS

As entradas de dinheiro em certificados de aforro (CA) em dezembro ascenderam a 1.994 milhões de euros, elevando para 19.626 milhões de euros o...

ECONOMIA & FINANÇAS

Os cinemas registaram 9,5 milhões de espectadores e 55,3 milhões de euros de bilheteira em 2022, num aumento de mais de 70% face a...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER