Ligue-se a nós

DESPORTO

FC PORTO X MOREIRENSE FC: ANÁLISE DE JOSÉ AUGUSTO SANTOS

O FC Porto confiante, mais móvel e eficaz desde a alteração tática motivada pela ida de Taremi à Taça das Nações Asiática goleou um Moreirense que cometeu muitos erros e que se exibiu longe do que já demonstrou esta época.

Online há

em

O FC Porto confiante, mais móvel e eficaz desde a alteração tática motivada pela ida de Taremi à Taça das Nações Asiática goleou um Moreirense que cometeu muitos erros e que se exibiu longe do que já demonstrou esta época.

Sérgio Conceição só trocou o castigado Nico González por Stephen Eustáquio, entrou rápido e marcou por Wendell na sequência de um excelente cruzamento de Francisco Conceição. A partir daí o ritmo e intensidade baixou e praticamente não existiram oportunidades para marcar. Os guarda-redes foram meros espetadores. Só na segunda parte depois da troca de Eustáquio por Ivan Jaime, em que o treinador transmitiu à equipa que era preciso jogar mais para a frente, a equipa imprimiu velocidade e aproveitou com eficácia os vários erros que o Moreirense cometeu e construiu o resultado.

O Moreirense era uma equipa formatada para jogar com a sua referência ofensiva, André Luís que era muito solicitado, segurava a bola, esperava o apoio de Alanzinho e Franco, solicitava os alas e marcava golos, terá de se reformular com a sua saída. Na primeira parte no Dragão até construiu algumas jogadas em transição, mas não tiveram sequencia quando se aproximaram de baliza de Diogo Costa, por má definição no último passe ou no remate. Neste jogo a opção de jogar com Alanzinho e Aparicio soltos na frente não resultou. O influente Gonçalo Franco também passou ao lado do jogo. A equipa de Moreira de Cónegos até teve um bom remate de Kodisang no início da segunda parte que saiu ligeiramente ao lado, mas depois cometeu erros defensivos sucessivos e foi inexistente ofensivamente. Rui Borges ainda tentou refrescar todos os setores, mas a equipa perdeu posicionamento na sua organização defensiva e sofreu mais 3 golos.

O Porto com a alteração tática imposta pela ida de Taremi à Taça das Nações Asiática, fica uma equipa mais móvel e imprevisível o que torna as marcações contrárias mais difíceis. Francisco Conceição no 1×1, as movimentações de Pepê e Evanilson e a profundidade de Galeno tornam a equipa mais perigosa e neste jogo foi muito eficaz. O iraniano não deixou de ser um excelente jogador, muito influente na ligação e pressão que o Porto fazia, mas nesta época nunca esteve ao seu nível. O Porto está melhor com este formato tático e neste jogo foi muito eficaz.

Wendell com 2 golos e um excelente jogo foi o melhor. Francisco Conceição, Varela, Pepe e João Mário, estiveram num patamar ligeiramente acima dos colegas numa exibição coletiva e individual bem conseguida.

Advertisement

No Moreirense só Kodisang tentou importunar a defensiva portista. Coletivamente a equipa esteve longe do desempenho habitual e Kevin que tem feito uma época espetacular esteve inseguro e cometeu vários erros que resultaram em golo.

O árbitro Luís Godinho teve a sua noite mais tranquila no Estádio do Dragão.


José Augusto Santos, Comentador Desportivo e Treinador de Futebol Nível IV UEFA Pro.

Advertisement
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

DESPORTO

LIGA DOS CAMPEÕES: FC PORTO VENCE ARSENAL COM GOLO DE GALENO AOS 90+4

Um golo de Galeno, em tempo de compensação, deu hoje ao FC Porto a vitória por 1-0 sobre o Arsenal, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, no Estádio do Dragão.

Online há

em

Um golo de Galeno, em tempo de compensação, deu hoje ao FC Porto a vitória por 1-0 sobre o Arsenal, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, no Estádio do Dragão.

O tento do triunfo surgiu no derradeiro minuto dos ‘descontos’, aos 90+4, permitindo que os ‘dragões’, campeões europeus em 1987 e 2004, entrem em vantagem no encontro da segunda mão, agendado para 12 de março, em Londres.

O FC Porto procura superar os ‘oitavos’ da ‘Champions’ pela sexta vez, depois de 2003/04, 2008/09, 2014/15, 2018/19 e 2020/21.

LER MAIS

DESPORTO

BENFICA: SCHMIDT DESTACA “BOA FASE” DA EQUIPA MOTIVADA PARA OS “OITAVOS”

O treinador Roger Schmidt destacou hoje a boa fase que o Benfica atravessa, pelo que espera dar continuidade ao momento no encontro com os franceses do Toulouse, rumo aos oitavos de final da Liga Europa em futebol.

Online há

em

O treinador Roger Schmidt destacou hoje a boa fase que o Benfica atravessa, pelo que espera dar continuidade ao momento no encontro com os franceses do Toulouse, rumo aos oitavos de final da Liga Europa em futebol.

Na passada semana, no Estádio da Luz, dois penáltis concretizados pelo argentino Ángel Di María, aos 68 e 90+8 minutos, com um tento do dinamarquês Mikkel Desler pelo meio, aos 75, selaram o 2-1 a favor das ‘águias’, mas, na quinta-feira, em Toulouse, o desafio da segunda mão do play-off será “diferente”.

“Espero um jogo difícil, porque a segunda mão de um jogo a eliminar é sempre diferente e difícil. A abordagem será um pouco diferente, eles precisam de golos para continuar e têm de atacar um pouco mais. Acreditamos em nós, queremos jogar o nosso futebol ofensivo e mostrar durante os 90 minutos que merecemos continuar na competição”, perspetivou, em conferência de imprensa.

E acrescentou: “A equipa está muito motivada. Estamos a atravessar uma boa fase e estamos bem o suficiente para vencermos o jogo”.

Para ultrapassar, novamente, o 13.º classificado da Liga francesa, as ‘águias’ vão ter de “jogar sempre com intensidade e transições”, de forma a “colocar o jogo longe” da sua área, segundo Schmidt.

Advertisement

A mãe do médio João Neves faleceu recentemente, com o treinador a mostrar-se solidário, embora sem garantir a titularidade do internacional luso em Toulouse.

“Muito chocado e triste. Estamos todos compreensivos sobre a decisão dele de treinar e jogar, porque era o que queria. A vida continua, estamos com ele e vamos falar antes de tomar a decisão sobre se joga ou não”, terminou.

O guarda-redes Trubin falou aos jornalistas antes do técnico germânico, para vincar que o objetivo dos ‘encarnados’ passa pela qualificação para os oitavos de final da competição.

“Todas as competições são muito importantes para o Benfica. O foco é vencer o Toulouse e avançar para a próxima fase. Espero que não seja necessário irmos a penáltis para ultrapassarmos a eliminatória”, expressou.

O Toulouse recebe o Benfica na quinta-feira, em jogo da segunda mão do play-off de acesso aos oitavos de final da Liga Europa, com início às 17:45 (hora de Lisboa), que será arbitrado pelo italiano Maurizio Marinai.

Advertisement
LER MAIS

MAIS LIDAS