Ligue-se a nós

DESPORTO

FC PORTO: VILLAS-BOAS DIZ QUE SAD “NÃO ENTENDEU” O RESULTADO ELEITORAL

O presidente eleito do FC Porto, André Villas-Boas, considerou hoje que os membros da SAD dos ‘dragões’ não estão a entender a vontade dos sócios, ao criarem um impasse na passagem de testemunho.

Online há

em

O presidente eleito do FC Porto, André Villas-Boas, considerou hoje que os membros da SAD dos ‘dragões’ não estão a entender a vontade dos sócios, ao criarem um impasse na passagem de testemunho.

A SAD ‘azul e branca’ tinha anunciado hoje a cooptação de José Pereira da Costa para a administração da sociedade, mas a candidatura de Villas-Boas negou, pouco depois, essa decisão, por a administração não ter aceitado dar “poderes reforçados” ao administrador financeiro escolhido pelo recém-eleito presidente do clube.

“Continuamos num impasse em relação à cooptação da nossa administração, porque nenhum dos administradores da SAD quer renunciar ao seu posto e nós só entraremos na administração da SAD se tivermos poder total executivo e de veto”, disse Villas-Boas, antes do encontro entre o FC Porto e o Desportivo de Chaves, da I Liga de futebol.

Assim, o antigo treinador garante que não podem “estar reféns de uma comissão executiva que possa assinar e ditar atos de gestão” com um dos seus membros já dentro da administração, assegurando que só vão entrar com “renúncia dos atuais membros ou poder total executivo e com poder de veto” de José Pereira da Costa.

Villas-Boas considerou que este é “um arrastar de uma situação que não se justifica”, porque se está a “adiar tudo o que são decisões estruturantes, como a construção da equipa de futebol feminino, a construção provavelmente de uma nova modalidade, renovações de plantel, decisões estruturantes relativamente à academia, e depois todas as decisões que têm a ver com a sociedade desportiva e com o Grupo FC Porto”.

“Tudo isto é muito triste, ninguém quer afastar as pessoas de forma abrupta, agora o resultado eleitoral foi expressivo. Disse recentemente que se pedia humildade aos elementos da administração para renunciarem ao seu cargo, assim foi também nos clubes rivais, em que as pessoas souberam entender a vontade dos sócios, e aqui a sociedade desportiva não está a entender a vontade dos sócios e está a atrasar prazos, tal como o presidente da SAD que já podia ter chamado em antecipação essa Assembleia Geral de substituição dos órgãos sociais”, referiu.

Villas-Boas diz que não se trata de “romper com o passado, trata-se de acelerar o novo processo de vida do FC Porto e que há muito foi traçado pelos sócios”.

“O FC Porto está unido, estamos é num impasse jurídico, burocrático que não se justifica. Apela-se à humildade das pessoas para renunciarem aos seus cargos, porque os órgãos da SAD já estão em gestão desde o dia 31 de dezembro de 2023 e já anunciaram a sua saída, alguns deles, há muito tempo. Na nossa ótica é uma falta de respeito para com os associados do FC Porto”, lamentou.

Segundo Villas-Boas, o acelerar da passagem de pastas não vai impedir a presença do ainda presidente Pinto da Costa, na final da Taça de Portugal, frente ao Sporting, em 26 de maio, no Estádio Nacional.

“Todos temos um respeito enorme pelo presidente, ninguém se importa que esteja presente na final da Taça, estaria sempre como presidente honorário se fosse esse o caso, teríamos muito gosto em convidá-lo”, assegurou.

O primeiro passo da transição entre a atual e a futura administração da FC Porto SAD iria, segundo os ‘dragões’, coincidir com a investidura dos novos órgãos sociais do clube rumo ao quadriénio 2024-2028, numa sessão aprazada para terça-feira, às 12:00, no Estádio do Dragão, no Porto.

André Villas-Boas tornou-se o 34.º presidente da história do FC Porto, ao somar 21.489 votos (80,28%) para se superiorizar há uma semana nas eleições dos órgãos sociais do clube, interrompendo uma sequência de 15 mandatos e 42 anos de Pinto da Costa, que acumulou 5.224 (19,52%), com o empresário e professor Nuno Lobo a somar 53 (0,2%).

O ato eleitoral mais participado de sempre dos ‘dragões’ teve com a afluência de 26.876 associados ao Estádio do Dragão, tendo também havido 73 votos em branco e 37 nulos.

A inédita eleição de André Villas-Boas, de 46 anos, implica o fim do ‘reinado’ presidencial de Pinto da Costa, de 86 anos, que já comandava o FC Porto desde 17 de abril de 1982, tornando-se, desde então, o dirigente com mais títulos e longevidade do futebol mundial.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

DESPORTO

PRIMEIRA LIGA: BENFICA EMPATA EM VILA DO CONDE NA DESPEDIDA DA ÉPOCA (VÍDEO)

O campeão cessante Benfica despediu-se hoje da temporada 2023/24 com um empate 1-1 na visita ao terreno do Rio Ave, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Online há

em

O campeão cessante Benfica despediu-se hoje da temporada 2023/24 com um empate 1-1 na visita ao terreno do Rio Ave, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O turco Kokçu adiantou os ‘encarnados’, aos 32 minutos, mas, já em tempo de compensação, os vila-condenses chegaram à igualdade, numa grande penalidade convertida por Costinha, aos 90+3.

Já com o segundo posto garantido, o Benfica fechou a I Liga com 80 pontos, provisoriamente a sete do líder e já campeão Sporting, que no sábado recebe o lanterna-vermelha Desportivo de Chaves, enquanto o Rio Ave confirmou o estatuto de equipa com mais empates na competição (19) e encerrou o campeonato com 37 pontos, por enquanto na 11.ª posição.

Fonte: Vídeo Sport TV

LER MAIS

DESPORTO

BOAVISTA FC: DEPOIS DO “CONTROLO SALARIAL” UM NOVO PEDIDO DE INSOLVÊNCIA

A sangria de processos executivos e pedidos de insolvência de pessoa coletiva parece não ter fim à vista. Depois do “Controlo Salarial” relativo aos meses de Março e Abril, funcionários (inclui atletas e/ou treinadores) avançam com novos pedidos de Insolvência de Pessoa Coletiva.

Online há

em

A sangria de processos executivos e pedidos de insolvência de pessoa coletiva parece não ter fim à vista. Depois do “Controlo Salarial” relativo aos meses de março e abril, funcionários (inclui atletas e/ou treinadores) avançam com novos pedidos de Insolvência de Pessoa Coletiva.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (Liga) considerou regularizadas as obrigações salariais relativas aos meses de Março e Abril de 2024 após – também em abril – ter dado entrada na justiça de mais um Processo Especial de Revitalização por incumprimento e/ou insolvência iminente perante mais de 50 credores, nomeadamente e precisamente funcionários (inclui atletas e/ou treinadores).


COMO FUNCIONA O CONTROLO SALARIAL DOS CLUBES ?

O Controlo Salarial está previsto no Artigo 78-A do Regulamento das Competições Profissionais. Periodicamente os clubes estão obrigados a demonstrar a inexistência de dívidas correspondentes a retribuições-base e compensações mensais a jogadores e treinadores com contrato de trabalho ou formação.

Este controlo ocorre em três momentos:

  • Até 15 de setembro relativo aos salários de maio a agosto.
  • Até 15 de dezembro relativo aos salários de setembro a novembro.
  • Até 15 de março relativo aos salários de dezembro a fevereiro.
  • Até 15 de maio relativo aos salários de março e abril.

A demonstração do cumprimento de obrigações salariais é efetuada através de declaração do próprio clube que o ateste, subscrita pelos legais representantes e certificada por ROC ou SROC, contendo uma relação discriminada dos jogadores e treinadores a que respeita.

A demonstração do cumprimento de obrigações salariais também pode ser efetuada por via de simples acordos de pagamento entre clube e credor (funcionário, atleta ou treinador), ou seja, ainda que existam dívidas salariais pode o clube e credor chegar a um acordo de pagamento, cabendo apenas aos Tribunais a competência executiva do cumprimento desses acordos.


SINDICATO DOS JOGADORES ALERTA

No passado dia 10 de maio o Sindicato dos Jogadores alertou para as práticas irregulares a que os atletas estão sujeitos sempre que um determinado clube pretende fazer prova da regularização salarial.

O Sindicato dos Jogadores alerta os futebolistas para que procurem aconselhamento jurídico, se forem abordados para a assinatura de documentos que traduzam a confirmação de pagamentos não recebidos ou acordo para o adiamento do pagamento dos créditos laborais vencidos” pode ler-se no comunicado do Sindicato dos Jogadores.

Joaquim Evangelista, Presidente do Sindicato dos Jogadores, tem tido uma voz ativa na defesa dos direitos dos atletas. Em finais de 2023 tomou posição publica ao pedir uma “resposta à altura das exigências” especificamente em relação aos clubes incumpridores, nomeadamente Boavista, Leixões e Lank Vilaverdense após falharem mais que uma vez o controlo das obrigações salariais.

Vítor Fernandes


VEJA AINDA:

BOAVISTA FC: DEPOIS DO “CONTROLO SALARIAL” UM NOVO PEDIDO DE INSOLVÊNCIA

BOAVISTA EM INCUMPRIMENTO ARRISCA INSOLVÊNCIA E EXCLUSÃO DA LIGA – INVESTIGAÇÃO

BOAVISTA: ASSEMBLEIA GERAL ELEGE FARY FAYE PRESIDENTE

BOAVISTA EM RISCO DE EXCLUSÃO DA PRIMEIRA LIGA – CHAVES E VIZELA ATENTOS

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
LINHA CANCRO

DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL

MAIS LIDAS