Ligue-se a nós

DESPORTO

JOÃO PINTO CHEGA A ACORDO COM O FISCO EM PROCESSO DE FRAUDE FISCAL APÓS 21 ANOS

O diretor da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) João Vieira Pinto chegou hoje a acordo com o tribunal, por causa de uma dívida de 128 mil euros, relativo a um processo em que foi condenado por fraude fiscal.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O diretor da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) João Vieira Pinto chegou hoje a acordo com o tribunal, por causa de uma dívida de 128 mil euros, relativo a um processo em que foi condenado por fraude fiscal.

Segundo a RTP, o antigo futebolista internacional português deverá pagar 30 mil euros agora, cinco mil euros entre janeiro e maio de 2022, e o valor remanescente em junho do próximo ano, evitando assim a pena de prisão de um ano e seis meses a que foi condenado em 2012 e que transitou em julgado no ano seguinte.

A pena ficou suspensa por quatro anos, sob condição de pagar cerca de 508 mil euros, acrescidos de juros, nos quais se encaixam os 128 mil euros em dívida.

Em declarações aos jornalistas à saída do Campus da Justiça, em Lisboa, João Pinto negou ter desrespeitado ordens do tribunal e vincou estar de “consciência tranquila” com toda esta situação.

“Nem tinha sido notificado para lado nenhum do valor que estava aqui em causa. Continuarei a respeitar, mas há coisas que ainda estão em causa. Não se pode passar ao lado daquilo que tem acontecido”, disse o dirigente da FPF.

Ato contínuo, o advogado do antigo futebolista, Tiago Rodrigues Bastos, explicou o que esteve em causa na sessão de hoje no tribunal e os argumentos de João Vieira Pinto, aludindo às ligações do caso Lex a este processo.

“O tribunal entende e é sensível a todas as questões que rodeiam este caso. O tribunal entende é que isso tem de ser dirimido nos outros processos e não neste, tendo em conta que há um trânsito em julgado da decisão. É o entendimento do tribunal, o João respeitou, vamos fazer um esforço para fechar este processo, que está aberto na vida dele há 20 anos”, referiu.

E sublinhou o peso do caso Lex: “Batalharemos com todas as forças para que no âmbito do caso Lex seja reposta a verdade e seja feita justiça ao João. Sabemos todos uma coisa, independentemente do que seja o resultado do processo Lex e esse facto não é possível ser contestado. É que o processo do João, pelo qual ele está aqui a responder, foi viciado. Não foi distribuído na Relação como devia ter sido e isto é uma coisa absolutamente incontornável”.

Em causa está a absolvição em 2013 pelo Tribunal da Relação dos restantes arguidos do processo – José Veiga, Rui Meireles e Luís Duque – relativamente ao não pagamento de impostos devidos da transferência de João Vieira Pinto do Benfica para o Sporting, em 2000. Contudo, a Relação confirmou a pena do antigo jogador.

Posteriormente, a investigação do Ministério Público, no âmbito do processo Lex, descobriu que José Veiga terá pagado 250 mil euros ao juiz desembargador Rui Rangel para conseguir uma sentença favorável no processo da transferência de João Vieira Pinto.

“Não é aceitável num Estado de Direito o que aconteceu. Ele está já aqui a ser pressionado e quando é que o processo Lex acabará? O João disse lá dentro que será para os netos dele, mas com sorte”, acrescentou Tiago Rodrigues Bastos, resumindo: “Não é justo que estejamos a pagar, quando há uma viciação. Disseram que ainda não está julgado, mas isso não obsta a que haja uma viciação”.

DESPORTO

SPORTING GOLEIA LEÇA E ESTÁ NAS MEIAS-FINAIS DA TAÇA DE PORTUGAL (VÍDEO)

O Sporting venceu hoje o Leça, por 4-0, em jogo dos quartos de final da Taça de Portugal de futebol, e aguarda pelo resultado da partida entre Vizela e FC Porto para conhecer o seu adversário nas meias-finais.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O Sporting venceu hoje o Leça, por 4-0, em jogo dos quartos de final da Taça de Portugal de futebol, e aguarda pelo resultado da partida entre Vizela e FC Porto para conhecer o seu adversário nas meias-finais.

Em Paços de Ferreira, casa emprestada da equipa do Campeonato de Portugal, o quarto escalão do futebol português, os ‘leões’ marcaram por intermédio do brasileiro Bruno Tabata, aos 12 e 80, Matheus Nunes, aos 31, e Nuno Santos, aos 90+2.

Nas meias-finais, a disputar em duas mãos, o campeão nacional, que já venceu a Taça de Portugal por 17 vezes, vai defrontar o vencedor do encontro entre Vizela e FC Porto, agendado para quarta-feira.

video
LER MAIS

DESPORTO

SANTA CLARA IMPÕE PRIMEIRA DERROTA DA TEMPORADA AO CAMPEÃO SPORTING (VÍDEO)

O Santa Clara impôs hoje a primeira derrota da temporada ao campeão Sporting na I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa por 3-2, em jogo da 17.ª jornada.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O Santa Clara impôs hoje a primeira derrota da temporada ao campeão Sporting na I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa por 3-2, em jogo da 17.ª jornada.

Sem Ruben Amorim no banco, por estar infetado com o coronavírus, o Sporting esteve duas vezes em vantagem, com golos de Palhinha (10 minutos) e Sarabia (50), mas o Santa Clara empatou, por Jean Patrick (30) e Lincoln (51), antes de Ricardinho (78) dar ao triunfo aos açorianos.

Com esta derrota, que interrompeu uma série de 11 vitórias seguidas no campeonato, o Sporting mantém-se no segundo posto, com 44 pontos, mas poderá ver o FC Porto isolar-se no comando da I Liga, com o Santa Clara a somar o terceiro triunfo consecutivo em casa, passando a ter 16 pontos.

video
LER MAIS

DESPORTO

RICARDO SÁ PINTO RENDE LITO VIDIGAL NO COMANDO TÉCNICO DO MOREIRENSE

O treinador Ricardo Sá Pinto, que estava sem clube desde maio de 2021, vai substituir Lito Vidigal no comando do Moreirense até ao final da temporada, anunciou hoje o clube da I Liga de futebol.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O treinador Ricardo Sá Pinto, que estava sem clube desde maio de 2021, vai substituir Lito Vidigal no comando do Moreirense até ao final da temporada, anunciou hoje o clube da I Liga de futebol.

“O Moreirense informa que Ricardo Sá Pinto assume o comando técnico da equipa até ao final da presente temporada”, informaram os minhotos, em comunicado publicado no sítio oficial na Internet.

Ricardo Manuel Andrade Silva Sá Pinto, de 49 anos, vai encarar a quarta experiência no escalão principal, depois de ter orientado Sporting (2012), Belenenses (2015) e Sporting de Braga (2019), entre diversas passagens pelo estrangeiro ao longo da última década.

O ex-avançado, que estava sem clube desde maio de 2021, já tinha orientado o treino de quinta-feira na academia dos ‘cónegos’, que visitam o ‘vizinho’ Vizela, 12.º colocado, com 16 pontos, no sábado, em partida da 17.ª jornada da I Liga, a derradeira da primeira volta.

Já na quarta-feira tinham sido os adjuntos Francisco Castro e Leandro Mendes a comandar o plantel, enquanto Lito Vidigal acertava os termos da rescisão com a SAD liderada por Vítor Magalhães.

Lito Vidigal foi oficializado como sucessor de João Henriques em 04 de dezembro de 2021, somando apenas um triunfo, na receção ao Estoril Praia (1-0), da 16.ª jornada da I Liga, e quatro derrotas.

Se um dos desaires ditou a eliminação dos oitavos de final da Taça de Portugal frente ao Mafra (1-3), da II Liga, a reviravolta sofrida na segunda-feira em Tondela (1-2), em jogo em atraso da 13.ª ronda, deixou os minhotos no 16.º e antepenúltimo lugar, de acesso ao ‘play-off’ de permanência, com 12 pontos, apenas um acima da zona de descida direta.

Ricardo Sá Pinto será apresentado hoje em conferência de imprensa e irá orientar o Moreirense na visita ao ‘vizinho’ Vizela, 12.º colocado, com 16 pontos, no sábado, às 15:30, no Estádio do FC Vizela, em jogo da 17.ª jornada, a última da primeira volta.

“Na sua equipa técnica integra o treinador adjunto Rui Mota e o treinador de guarda-redes Bruno Freitas, que se juntarão a Leandro Mendes e Castro”, termina a nota da administração liderada por Vítor Magalhães, que ainda não oficializou a saída de Lito Vidigal.

O ex-internacional português também já orientou os sérvios do Estrela Vermelha (2013), os gregos do OFI Creta (2013/14) e do Atromitos (2014/15 e 2017), os sauditas do Al-Fateh (2016), os belgas do Standard de Liège (2017/18), os polacos do Legia Varsóvia (2018/19), os brasileiros do Vasco da Gama (2020) e os turcos do Gaziantep (2021).

Além de ter conquistado a Taça da Bélgica pelo Standard de Liège, Ricardo Sá Pinto venceu a Taça da Liga pelo Sporting de Braga (2019/20) e sagrou-se campeão nacional de juniores no Sporting (2011/12), clube no qual já tinha assumido o cargo de diretor desportivo e se lançou na carreira de treinador, após ter sido adjunto na União de Leiria.

Como jogador, o ex-avançado alinhou pelos ‘leões’ em duas fases distintas (1994-1997 e 2000-2006), juntando duas Taças de Portugal (1994/95 e 2001/02) e três Supertaças Cândido de Oliveira (1995, 2000 e 2002) ao título de campeão nacional (2001/02).

Ricardo Sá Pinto ainda representou o Standard de Liège (2006/07) e os espanhóis da Real Sociedad (1997-2000), num percurso sénior iniciado no Salgueiros (1991-1994).

O Moreirense mudou pela terceira vez de comando técnico na mesma época, tal como sucedeu em 2016/17, 2017/18 e 2020/21, tendo o adjunto Leandro Mendes, que trabalha há quase uma década no clube, assumido de forma interina várias dessas transições.

LER MAIS

DESPORTO

PAULO SOUSA RUMA AO BRASIL SEM O ‘FANTASMA’ DE JORGE JESUS

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O recém-contratado treinador de futebol do Flamengo, Paulo Sousa, viajou hoje para o Brasil, garantindo que não sente a presença do ‘fantasma’ de Jorge Jesus e que ruma ao ‘mengão’ com o objetivo de ganhar títulos.

Passava pouco das 21:30 quando Paulo Sousa chegou à zona das partidas do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, e já tinha à espera cerca de duas dezenas de adeptos do Flamengo.

Com eles, uma tarja onde se lia “Embaixada Fla-Portugal” e a esperança que Paulo Sousa possa ser campeão brasileiro.

Paulo Sousa dirigiu-se a eles, colocou um cachecol do Flamengo à volta do pescoço e recebeu dois livros de oferta sobre a história do emblema paulista.

Visivelmente satisfeito, Paulo Sousa reconheceu tratar-se da “maior torcida do mundo” e salientou ser “entusiasmante” o apoio recebido.

“Vamos ter muito trabalho, muito entusiasmo, muita dedicação e muita humildade. É uma equipa que vai querer vencer todos os dias, em todos os jogos, e isso tem de ser feito com qualidade e humildade. Temos muita qualidade, mas para isso, para pode vencer jogos, vamos ter muito trabalho. É isso que espero”, começou por dizer.

Depois do sucesso alcançado por Jorge Jesus no Flamengo – que conquistou um campeonato brasileiro, a supertaça do Brasil, a Taça dos Libertadores e a Recopa Sudamericana -, Paulo Sousa não vê nesse passado um obstáculo para voltar a dar sucesso ao ‘mengão’.

“Jorge Jesus não é fantasma nenhum. Ele é muito bom treinador. Ele tem vindo a demonstrar isso, todo o trabalho que ele fez por vários clubes e sobretudo no Benfica. Fantasma não é. Ele é uma pessoa que se dedica, que gosta do que faz e sempre demonstrou a sua qualidade e a sua paixão. Tal como irei expressar a minha paixão, com fortes convicções das minhas ideias, da minha liderança e da capacidade que tenho, em conjunto com o meu staff e o plantel. Tudo aquilo que o Flamengo é hoje é uma expressão máxima para podermos ambicionar ganhar troféus”, realçou.

Acompanhado do vice-presidente do Flamengo, Marcos Braz, e do treinador de guarda-redes Paulo Grilo, Paulo Sousa admitiu ter em mãos “o melhor elenco da América do Sul”, mas apesar disso espera que o plantel venha a ser reforçado.

Em relação à polémica rescisão de contrato com a federação polaca de futebol, da qual era o selecionador, Paulo Sousa diz que já é “passado” e que neste momento apenas está focado no Flamengo.

“Estou muito orgulhoso por aquilo que fiz, pelas mudanças dentro das quatro linhas e pelo futebol que praticámos. Fomos uma das equipas que mais golos fez na qualificação para o próximo mundial. Demonstrámos sempre sermos protagonistas e por isso estou orgulhoso de poder dedicar-me e oferecer tudo que temos, com muita honestidade e respeito. No momento em que tomei a decisão de abraçar um projeto com a grandeza do Flamengo é nele que penso e não no passado”, concluiu.

LER MAIS

MAIS LIDAS

Hide picture