LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

REGIÕES

MIRANDELA E VALPAÇOS INTEGRAM MAPA INTERNACIONAL DOS CAMINHOS DE SANTIAGO

Os municípios de Mirandela e Valpaços passam a integrar a rede internacional do Caminho de Santiago com um itinerário, entre os dois concelhos transmontanos, de mais de 59 quilómetros, a inaugurar no fim de semana.

blank

Os municípios de Mirandela e Valpaços passam a integrar a rede internacional do Caminho de Santiago com um itinerário, entre os dois concelhos transmontanos, de mais de 59 quilómetros, a inaugurar no fim de semana.

A Câmara de Mirandela divulgou que o itinerário que corresponde ao “Troço do Caminho Português de Santiago do Este” é apresentado, na sexta-feira, numa conferência internacional, no centro cultural desta cidade do distrito de Bragança.

No dia seguinte, no sábado, decorre uma caminhada entre os dois municípios, com início em Valongo das Meadas (Mirandela) e que termina em Valpaços, já no distrito de Vila Real, como informou a autarquia.

Os dois municípios transmontanos passam a integrar a rede internacional de itinerários do Caminho de Santiago no âmbito deste projeto desenvolvido em conjunto com um investimento de “cerca de 250 mil euros, comparticipado em 85% pelo FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional)”.

“O Caminho Português de Santiago do Este afirma-se como um programa cultural de valorização e promoção do itinerário do Caminho de Santiago e do seu inestimável património, associando uma oferta diversificada de eventos e iniciativas, com uma proposta inovadora, de grande transversalidade e dimensão internacional”, como é referido em comunicado.

O troço tem 59,2 quilómetros, 31,7 dos quais no concelho de Mirandela e 27,5 no concelho de Valpaços, e passa a ligar estes dois municípios ao Caminho Português Interior de Santiago, em Chaves (Vila Real).

A partir de Chaves, o caminho conduz os peregrinos até Santiago de Compostela, na Galiza, em Espanha.

Os novos 59 quilómetros integram “um valioso património cultural, imaterial e material que importa preservar, promover e valorizar”, como salientam os promotores.

Os dois municípios transmontanos acreditam que “a implementação deste projeto se traduz numa melhoria da oferta turística e no incremento dos fluxos turísticos para os municípios e para a região transmontana”.

Os promotores estimam que “anualmente possam cruzar os dois concelhos cerca de cinco mil peregrinos” que fazem o Caminho de Santiago.

A conferência marcada para sexta-feira pretende, além da apresentação do novo troço, “colocar a debate e avançar no conhecimento acerca das relações que se estabelecem entre o Caminho de Santiago e as comunidades locais, a espiritualidade, o turismo, o património e a caminhada em segurança”.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

REGIÕES

O presidente da Câmara de Freixo de Espada à Cinta reclamou esta segunda-feira a construção da barragem da Ferrarias, um empreendimento considerado de extrema...

REGIÕES

O hospital de Chaves é desde este mês de novembro uma unidade de referenciação para doentes suspeitos de acidente vascular cerebral (AVC), garantindo uma...

REGIÕES

Empresários ligados ao turismo de natureza mostraram-se hoje confiantes nas potencialidades do Parque Natural do Douro Internacional (PNDI), por considerarem que esta área protegida...

REGIÕES

Um comboio descarrilou esta manhã na Linha do Douro, zona de Mesão Frio, depois de ter embatido em pedras, estando a circulação suspensa entre...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER