LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

INTERNACIONAL

PUTIN ACUSA UNIÃO EUROPEIA DE BLOQUEAR ‘DOAÇÃO’ DE FERTILIZANTES

O Presidente russo, Vladimir Putin, acusou hoje a União Europeia de bloquear a doação de 300.000 toneladas de fertilizante russo aos países que mais precisam, considerando que o Ocidente está a adotar cada vez mais obstáculos às exportações russas.

blank

O Presidente russo, Vladimir Putin, acusou hoje a União Europeia de bloquear a doação de 300.000 toneladas de fertilizante russo aos países que mais precisam, considerando que o Ocidente está a adotar cada vez mais obstáculos às exportações russas.

“Ocúmulo do cinismo é bloquear nos portos europeus a nossa oferta (…) de transferir 300.000 toneladas de fertilizantes russos”, acrescentou.

“Não querem deixar os nossos empresários ganharem dinheiro”, disse ainda, sublinhando que a Rússia quer “dar [os fertilizantes] aos países necessitados”

A Rússia, potência mundial na produção de cereais, não pode vender a sua produção nem os fertilizantes associados devido às sanções ocidentais que afetam, em particular, os setores financeiro e logístico.

Em 2021, a Rússia foi o maior exportador de fertilizantes de azoto e o segundo maior de fertilizantes de potássio e fósforo, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentos e Agricultura (FAO).

Segundo Putin, são os países da África, do sul da Ásia e da América Latina que ficam “mais afetados pelas restrições ocidentais ao fornecimento de energia, alimentos e fertilizantes russos nos mercados mundiais”.

As declarações foram feitas num momento em que Moscovo tem aumentado as críticas aos dois acordos assinados em julho em Istambul para permitir a exportação de cereais da Ucrânia, apesar da ofensiva russa, mas também, em teoria, as exportações de Moscovo.

Vladimir Putin também prometeu hoje manter a sua “política externa soberana” e acusou os Estados Unidos de quererem impôr a sua “hegemonia” na Assembleia Geral das Nações Unidas, marcada este ano pela invasão russa da Ucrânia.

Embora tenha enviado o ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, a Nova Iorque, Putin não planeia fazer nenhum discurso na Assembleia Geral deste ano, já que a intervenção russa na Ucrânia tem sido amplamente condenada por todo o mundo.

Ainda assim, o Presidente russo fez hoje declarações, depois de receber as credenciais de embaixadores estrangeiros, afirmando que “o desenvolvimento da multipolaridade enfrenta a resistência daqueles que se esforçam por manter um papel hegemónico nos assuntos mundiais e controlar tudo: a América Latina, a Europa, a Ásia e a África”.

“Temos de admitir: quem que está numa posição de hegemonia estão a ir muito bem, mas isso não pode continuar para sempre. É impossível”, afirmou.

“Nós, na Rússia, não vamos descartar o nosso percurso soberano. Como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, queremos promover uma agenda internacional unificadora (…) e contribuir para o regulamento de grave crises regionais”, adiantou.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

INTERNACIONAL

O Kremlin negou hoje que a Rússia e os Estados Unidos estejam em contacto para promover negociações de paz com Kiev, após fonte militar...

INTERNACIONAL

A página de internet do Parlamento Europeu foi hoje alvo de um ciberataque, no dia em que a instituição aprovou uma resolução em que...

DESPORTO

O Japão materializou hoje a segunda grande surpresa no Mundial2022 de futebol, depois do triunfo da Arábia Saudita sobre a Argentina, ao vencer a...

INTERNACIONAL

O Parlamento Europeu aprovou hoje uma resolução em que reconhece a Rússia como um Estado patrocinador do terrorismo, apresentada pelo grupo político dos Conservadores...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER