LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

REGIÕES

REGUENGOS DE MONSARAZ: AUTARQUIA PREPARA MANIFESTO SOBRE FALTA DE MÉDICOS

A Câmara de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, vai avançar com um manifesto, em conjunto com a população, sobre a falta de médicos no concelho, para o entregar ao Ministério da Saúde e entidades regionais.

blank

A Câmara de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, vai avançar com um manifesto, em conjunto com a população, sobre a falta de médicos no concelho, para o entregar ao Ministério da Saúde e entidades regionais.

“O nosso concelho tem os cuidados de saúde primários altamente deficitários”, pois, “o centro de saúde não tem os médicos que deveria ter”, afirmou hoje à agência Lusa a presidente do município, Marta Prates, eleita pelo PSD.

Segundo a autarca, a população queixa-se “constantemente por não ter médico disponível” e por “esperar muito tempo por receitas médicas” e para que “exames de diagnóstico sejam vistos pelos clínicos”.

“As pessoas sentem-se muito desamparadas ao nível da saúde e este desamparo é na sede de concelho, no Centro de Saúde de Reguengos de Monsaraz, mas obviamente que se estende às nossas freguesias rurais”, sublinhou.

A autarca não soube indicar o número exato de clínicos a exercer nas unidades de saúde do concelho, mas vincou que a quantidade de médicos “não corresponde minimamente àquilo que devia corresponder”.

“Não consigo dar exatamente o número, porque os médicos estão em permanente mobilidade. Entram, saem, vêm e vão”, salientou, alertando que, neste concelho alentejano, “muitas pessoas estão sem médico de família atribuído”.

A situação, disse, piorou com a saída de alguns médicos por aposentação e o centro de saúde só funciona porque quem lá trabalha “veste a camisola pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

“Há médicos que vêm mais cedo do que é para virem e saem muito mais tarde do que é para saírem e, ao nível de enfermeiros e do pessoal administrativo, acontece a mesma coisa”, assinalou.

Com o manifesto, o município pretende “marcar uma posição” e estar “ao lado da população” e tenciona “fazer tudo o que for preciso para pressionar quem de direito” a resolver os problemas, argumentou Marta Prates.

Para elaborar o manifesto, a Câmara de Reguengos de Monsaraz está a convocar a população para se deslocar ao Salão Nobre do Paços do concelho, no dia 23 deste mês, às 17:30, para recolher testemunhos e assinaturas.

“Entendemos que o documento não tem que ser elaborado num gabinete, só por nós”, mas sim com “a participação e colaboração da população”, frisou, salientando que, “se a população assim o entender, a câmara liderará este processo”.

Após a ação de participação pública convocada para dia 23, o município vai avançar com a recolha de testemunhos e assinaturas nas restantes localidades do concelho.

Posteriormente, o manifesto será enviado à Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alentejo Central, Comissão de Saúde no parlamento e Ministério da Saúde.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

REGIÕES

O tribunal de Bragança remarcou para 17 de fevereiro a leitura do acórdão do julgamento sobre a morte do jovem cabo-verdiano Luís Giovani, que...

REGIÕES

Os alunos do ensino secundário que residam a mais de três quilómetros da escola vão ter transporte gratuito a partir de fevereiro, informou hoje...

DESTAQUE

As pessoas com baixa literacia enfrentam mais problemas de saúde mental em todo o mundo, indica um estudo da Universidade de East Anglia (UEA),...

REGIÕES

Uma marcha com alguns milhares de agricultores e tratores percorreu hoje o centro da cidade de Mirandela num protesto com assobios ao Governo contra...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER