LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

INTERNACIONAL

UCRÂNIA: RÚSSIA ATACA A MAIOR CENTRAL NUCLEAR DA EUROPA (VÍDEO)

As forças ucranianas combatem as tropas russas nos arredores de Enerhodar, segundo o autarca da cidade. As forças russas continuam as investidas pelo controlo da importante cidade de Enerhodar, no sul da Ucrânia, onde está a maior central nuclear da Europa, enquanto as autoridades ucranianas apelam aos civis que combatam os invasores.

blank

As forças ucranianas combatem as tropas russas nos arredores de Enerhodar, segundo o autarca da cidade. As forças russas continuam as investidas pelo controlo da importante cidade de Enerhodar, no sul da Ucrânia, onde está a maior central nuclear da Europa, enquanto as autoridades ucranianas apelam aos civis que combatam os invasores.

Segundo o autarca da cidade que é responsável por produzir cerca de um quarto da energia do país, as forças ucranianas combatem as tropas russas nos arredores de Enerhodar.

Vídeos mostram chamas e nuvens de fumo preto na cidade com mais de 50.000 habitantes, enquanto pessoas fogem daquele ‘inferno’, passando por carros destruídos, noticia a agência Associated Press (AP).

Os combates em Enerhodar, cidade nas margens do rio Dnieper, decorreram hoje enquanto se realizava a segunda ronda de negociações entre russos e ucranianos também.

Negociadores russos e ucranianos disseram que na reunião de hoje foi acordado um cessar-fogo temporário nos locais onde estão estabelecidos corredores humanitários para a saída de civis na Ucrânia.

As autoridades ucranianas têm apelado ao seu povo para que defenda o país contra as forças de Vladimir Putin, cortando árvores, erguendo barricadas nas cidades e atacando colunas inimigas pela retaguarda. Nos últimos dias, as autoridades distribuíram armas aos civis e ensinaram a produzir bombas incendiárias improvisadas (“cocktail molotov”).

O avanço terrestre de Moscovo sobre a capital da Ucrânia, no norte, está parado, aparentemente, com uma enorme coluna militar russa a estar paralisada nos arredores de Kiev. A resistência, mais dura do que o esperado por Moscovo, por parte dos ucranianos, tem impedido uma vitória rápida para o invasor.

Os russos têm usado o seu poder de fogo superior nos últimos dias, lançando mísseis e ataques de artilharia em áreas civis e obtendo ganhos significativos no sul da Ucrânia, como parte de um esforço para cortar a ligação deste país com o mar Negro e Azov.

O corte do acesso da Ucrânia ao litoral seria um rude golpe para a economia do país e permitira à Rússia construir um corredor terrestre que se estende desde a sua fronteira até à Crimeia, anexada por Moscovo desde 2014, seguindo depois para oeste até à Roménia.

Os russos já anunciaram a captura de Kherson, com as autoridades ucranianas locais a confirmaram a tomada do governo local da cidade com um porto vital no mar Negro, com 280.000 habitantes. É a primeira grande cidade a cair desde que a invasão começou há uma semana.

Os combates intensos continuam nos arredores de outro porto estratégico, Mariupol, no mar de Azov, mergulhando-o na escuridão, no isolamento e no medo, acrescenta a reportagem da AP. Grande parte desta localidade ficou sem eletricidade e serviços telefónicos, com as habitações e lojas a enfrentarem a escassez de alimentos e água. Sem ligações telefónicas, os médicos não sabiam para onde levar os feridos.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar com três frentes na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamentos em várias cidades. As autoridades de Kiev contabilizaram, até ao momento, mais de 2.000 civis mortos, incluindo crianças, e, segundo a ONU, os ataques já provocaram mais de um milhão de refugiados na Polónia, Hungria, Moldova e Roménia, entre outros países.

video
play-rounded-fill
Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

INTERNACIONAL

A União Europeia (UE) decidiu hoje prolongar por mais seis meses, até 31 de julho de 2023, as sanções que visam setores específicos da...

INTERNACIONAL

O envio de armamento pesado e ofensivo destinado a Kiev pelos países ocidentais poderá implicar uma nova e vitoriosa ofensiva ucraniana ou uma escalada...

INTERNACIONAL

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou hoje o envio de 31 tanques Abrams para a Ucrânia, numa comunicação em que garantiu que...

INTERNACIONAL

A Marinha portuguesa acompanhou a passagem de dois navios da Marinha russa ao largo da costa de Portugal, revelou hoje, em comunicado de imprensa.

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER

Hide picture