LIGUE-SE A NÓS

O QUE PROCURA ?

REGIÕES

VIMIOSO: AUTARQUIA LIMITA O USO DA ÁGUA DEVIDO À SECA

O município de Vimioso determinou que é “expressamente proibido” utilizar água da rede pública para rega de hortas, jardins e parques públicos ou privados, bem como para a lavagem de automóveis, passeios e espaços públicos ou privados.

blank

O município de Vimioso determinou que é “expressamente proibido” utilizar água da rede pública para rega de hortas, jardins e parques públicos ou privados, bem como para a lavagem de automóveis, passeios e espaços públicos ou privados.

“Estamos a ter sérias dificuldades de quantidade de água para o abastecimento público o que nos leva a tomar algumas medidas tais como as que constam do aviso [datado do dia 22 e que proíbe o uso de água da rede], no sentido de podermos garantir, sem ser a 100%, ter por um período razoável água para consumo doméstico”, disse esta quarta-feira à Lusa o presidente da Câmara de Vimioso, Jorge Fidalgo.

A violação das normas é sancionável com coimas que podem ir dos 1 500 euros aos 3 740 euros, no caso de pessoas singulares, e dos 7 500 a 44 890, para pessoas coletivas, de acordo com o aviso, já afixado nas juntas de freguesia, distribuído por via postal à população e publicado nas redes sociais do município.

Segundo o aviso, a Câmara de Vimioso, no distrito de Bragança, promoverá “uma fiscalização rigorosa aos infratores das normas em vigor” e “será intransigente na aplicação das sanções previstas”.

Estas medidas, já em vigor, são tomadas “a nível excecional, e vão vigorar apenas pelo período em que perdure a situação de seca extrema que assola o concelho”.

“A escassez de água é um problema nacional e que também afeta a população de Vimioso de forma significativa, e temos de tomar todas as medidas, porque o importante é garantir água para consumo doméstico”, vincou o autarca social-democrata.

O autarca disse ainda que estão a ser feitos todos os esforços para manter o abastecimento de água, nomeadamente o transporte de águas em camiões-cisterna para abastecer Vimioso.

PUB
“Estamos a equacionar recorrer aos concelhos vizinhos de Mogadouro e Miranda do Douro, no sentido de garantir água para consumo doméstico aos habitantes do concelho onde houver mais carência”, frisou Jorge Fidalgo.

Desta forma, o consumo de água no concelho de Vimioso, e devido à seca, fica apenas disponível para o consumo doméstico.

O presidente da Câmara apela “à compreensão e colaboração de todos” no sentido de pouparem água, “de forma a garantir o uso doméstico”.

Quer comentar ?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

REGIÕES

O presidente da Câmara de Freixo de Espada à Cinta reclamou esta segunda-feira a construção da barragem da Ferrarias, um empreendimento considerado de extrema...

REGIÕES

Um agente da PSP foi condenado a uma pena única de seis anos de prisão pela prática de dois crimes de incêndios, explosões e...

REGIÕES

O hospital de Chaves é desde este mês de novembro uma unidade de referenciação para doentes suspeitos de acidente vascular cerebral (AVC), garantindo uma...

REGIÕES

O Tribunal de Leiria condenou hoje pelo crime de peculato uma funcionária pública, que se apropriou de taxas moderadoras, a dois anos e três...

RÁDIO REGIONAL

blank


DESPORTO DIRETO


LINHA CANCRO

RÁDIO REGIONAL


EMISSÃO NACIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




EMISSÃO REGIONAL



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER




WEBRÁDIOS TEMÁTICAS



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER



ABRIR PLAYER