Ligue-se a nós

DESPORTO

BENFICA PERDE EM CASA COM O GIL VICENTE E FICA MAIS LONGE DO LÍDER SPORTING (VÍDEO)

O Benfica perdeu hoje por 2-1 na receção ao Gil Vicente, na 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, terminando uma série de seis vitórias seguidas na prova e distanciando-se ainda mais do líder Sporting.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O Benfica perdeu hoje por 2-1 na receção ao Gil Vicente, na 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, terminando uma série de seis vitórias seguidas na prova e distanciando-se ainda mais do líder Sporting.

Os visitantes chegaram a dispor de uma vantagem de dois golos, marcados por Léautey, aos 35 minutos, e Lourency, aos 81, de pouco valendo aos anfitriões – que não perdiam no campeonato há 10 jogos – o autogolo de Vítor Carvalho, aos 87, que fixou o resultado final.

O Benfica manteve-se com 57 pontos, menos três do que o FC Porto, segundo colocado, que apenas joga no domingo, no estádio do Nacional, e menos 12 relativamente ao líder Sporting, enquanto o Gil Vicente passou a somar 31.

O Gil Vicente adiantou-se no marcador ao minuto 35, após boa jogada individual de Leautey, finalizada com um remate colocado. Já na segunda parte, Lourency, aos 81, dobrou a vantagem da equipa de Barcelos e o 2-1 final foi da autoria de Vítor Carvalho, que marcou na própria baliza, os 87.

Com este desaire, o Benfica vê chegar ao fim um ciclo de seis vitórias consecutivas na I Liga e pode atrasar-se na luta pelo segundo lugar, ficando ainda mais longe do líder Sporting, que passou a dispor de 12 pontos de vantagem.

Os ‘encarnados’, que mantêm os 57 pontos com que entraram esta tarde na Luz, podem ver fugir o FC Porto, que, com 60 pontos, joga no domingo, na Madeira, frente ao Nacional, e ser apanhados pelo Sporting de Braga, que, com 54 pontos, visita ainda este sábado o Rio Ave.

Já o Gil Vicente regressa às vitórias no campeonato, depois do desaire da última ronda, frente ao Moreirense, e soma agora 31 pontos.

Sem mexer no ‘onze’ que goleou na última jornada, em Paços de Ferreira, por 5-0, o Benfica, orientado por Jorge Jesus, entrou na Luz a controlar as operações, mas com pouca acutilância na hora de atacar a baliza defendida por Denis, com Seferovic muito bem controlado pelos centrais gilistas.

À passagem do minuto 15, o Gil Vicente deixou um primeiro aviso, num contra-ataque ‘oferecido’ por um mau passe de Adel Taarabt, e, aos 35, materializou mesmo a ameaça e fez ‘mexer’ o marcador.

Numa jogada individual, o extremo francês Leautey arrancou para área benfiquista, ‘dançou’ frente a Vertonghen e colocou a bola entre o poste e Helton Leite, com o brasileiro a voar tarde e a ser batido.

Sem conseguir responder, o Benfica demonstrou grandes dificuldades em ligar o jogo entre defesa e o ataque e o melhor que conseguiu foi um cabeceamento de Waldschmidt, com a bola a perder-se pela linha de fundo, num exemplo contundente do desacerto das ‘águias’ na primeira parte.

O Benfica reentrou para a segunda parte sem Lucas Veríssimo na defesa e com Everton no ataque, e o Gil aproveitou as mudanças para criar a primeira oportunidade após o reatamento, com Lourency a chegar ligeiramente atrasado ao cruzamento milimétrico de Joel e a já só apanhar a bola de raspão.

Depois foi a vez de Seferovic desperdiçar o golo, por duas vezes: o suíço, melhor marcador do Benfica na liga, com 16 golos, protagonizou a melhor oportunidade do Benfica, num remate que ‘tirou tinta’ do poste de Denis e, pouco depois, num remate acrobático, enviou a bola por cima da baliza gilista.

Em tarde completamente desinspirada, em contraponto com a exibição da última jornada, o avançado helvético voltou a deixar Jorge Jesus desesperado com novo falhanço: Rafa ludibriou Talocha no flanco direito, cruzou para o coração da área, Darwin deixou passar para Seferovic, mas o suíço não acertou convenientemente na bola e esta passou ao lado do poste.

O Benfica não marcou e foram os visitantes que o conseguiram, por Lourency, ao minuto 81. Numa brecha aberta na defesa do Benfica, com Otamendi a falhar a marcação, o brasileiro do Gil Vicente arrancou que nem uma flecha para a baliza de Helton Leite e, já dentro da grande área, disparou forte e a meia altura, fazendo o 2-0.

O melhor que o Benfica conseguiu foi reduzir para 2-1, embora tenha sido, mais uma vez, o Gil Vicente a marcar, num autogolo de Vítor Carvalho, os 87 minutos.

Desde a defesa, Vertonghen, com um passe em profundidade, isolou Rafa, o extremo ‘disparou’ para defesa de Denis, mas a bola acabou por embater no médio gilista e encaminhar-se para o fundo da baliza.

DESPORTO

FC PORTO VENCE TAÇA DE PORTUGAL E CONSEGUE NONA DOBRADINHA

O campeão FC Porto conquistou a Taça de Portugal, 18.ª do seu historial, depois de vencer na final o Tondela, por 3-1, e conseguiu a nona ‘dobradinha’, juntando os dois títulos mais importantes a nível interno.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O campeão FC Porto conquistou a Taça de Portugal, 18.ª do seu historial, depois de vencer na final o Tondela, por 3-1, e conseguiu a nona ‘dobradinha’, juntando os dois títulos mais importantes a nível interno.

No Estádio Nacional, o avançado iraniano Taremi ‘bisou’, com golos aos 22 minutos, de penálti, e aos 74, falhando ainda nova grande penalidade aos 66, com Vítor Ferreira a apontar o outro tento do FC Porto, aos 52, enquanto Neto Borges anotou o golo do estreante Tondela, aos 73.

Com este troféu, os ‘dragões’ passam a somar mais uma Taça de Portugal do que o Sporting, mas estão ainda longe do recordista Benfica, com 26, num dia em que Sérgio Conceição se tornou no primeiro treinador do FC Porto a conseguir a ‘dobradinha’ por duas vezes, depois de em 2019/20 ter cometido idêntica proeza.

LER MAIS

DESPORTO

PLAYOFF: DESPORTIVO DE CHAVES VENCE O MOREIRENSE E ESTÁ COM UM PÉ NA PRIMEIRA LIGA

O Desportivo de Chaves venceu o Moreirense por 2-0, no primeiro jogo do ‘play-off’, e está em boa posição para conseguir a última vaga na I Liga da próxima época.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O Desportivo de Chaves venceu o Moreirense por 2-0, no primeiro jogo do ‘play-off’, e está em boa posição para conseguir a última vaga na I Liga da próxima época.

A jogar em casa, o Desportivo de Chaves, terceiro posicionado da II Liga, adiantou-se no marcador aos 15 minutos, com um golo de João Teixeira, e fez o segundo aos 68, por João Correia, com o Moreirense, 16.º da I Liga, a não conseguir responder.

No segundo jogo do ‘play-off’, marcado para o dia 29 de maio, em Moreira de Cónegos, vai decidir-se qual das equipas marca presença na I Liga na época 2022/23, com o Desportivo de Chaves em vantagem.

LER MAIS

DESPORTO

RICARDO QUARESMA ANUNCIA SAÍDA DO VITÓRIA DE GUIMARÃES

Avançado português Ricardo Quaresma confirmou a saída do Vitória de Guimarães, emblema que representou por duas temporadas, e adiantou o desejo de continuar a jogar.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

Avançado português Ricardo Quaresma confirmou a saída do Vitória de Guimarães, emblema que representou por duas temporadas, e adiantou o desejo de continuar a jogar.

O internacional português Ricardo Quaresma confirmou nesta sexta-feira a saída do Vitória de Guimarães, emblema da I Liga portuguesa de futebol, que representou por duas temporadas, e adiantou o desejo de continuar a jogar, aos 38 anos.

“Chegou ao fim a minha relação com o Vitória Sport Clube. Confesso que em campo gostaria de ter podido ajudar mais a equipa. E que senti por vezes uma certa tristeza em não me ser dada a oportunidade de o fazer como gostaria”, escreveu, na página oficial na rede social Instagram.

Autor de quatro golos e de seis assistências nos 31 jogos oficiais ao serviço dos vimaranenses na época 2020/21, correspondentes a 1.774 minutos, o extremo viu a utilização reduzida para 1.070 minutos na época recém-concluída, em que fez dois golos e uma assistência pelo sexto classificado do campeonato.

Quaresma vincou, porém, que fez o seu “papel fora de campo”, ao contribuir para a “valorização da marca Vitória e da cidade de Guimarães” e, agora, no momento da saída, para a mitigação das “dificuldades financeiras” que a SAD vimaranense atravessa, com 47 milhões de euros de passivo, segundo informação avançada na mais recente assembleia geral do clube, em abril de 2022.

“Eu podia, vocês bem sabem, ficar mais um ano de contrato, mas também não posso ficar indiferente às dificuldades financeiras que o Vitória está a passar. Desta forma posso também ajudar o clube a poupar um pouco. Espero inspirar outros a fazerem o mesmo e a não ficarem agarrados a contratos onde só se beneficiam a si próprios”, realçou.

O antigo jogador de clubes como Sporting, FC Porto, Inter de Milão, Chelsea e Besiktas mostrou-se ainda grato pelo “carinho” e pela “frontalidade” com que foi tratado pelos adeptos vitorianos e pela “boa disposição” dos trabalhadores do clube, tendo prometido que vai continuar a jogar.

“Ainda não chegou a minha altura de arrumar as botas. Estou em forma, ainda sei jogar futebol e quero continuar a fazer aquilo que me faz feliz. Em breve, voltaremos a encontrar-nos no campo. A trivela ainda vai fazer levantar muitos estádios”, escreveu ainda o autor de 10 golos em 80 internacionalizações pela seleção portuguesa.

LER MAIS

DESPORTO

FPF: CONSELHO DE DISCIPLINA INSTAURA PROCESSO DE INQUÉRITO AO RIO AVE

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) deliberou em plenário instaurar um processo de inquérito ao Rio Ave.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) deliberou em plenário instaurar um processo de inquérito ao Rio Ave.

Em causa está uma queixa apresentada pelo Grupo Desportivo de Chaves onde o Rio Ave é acusado de não ceder ao emblema transmontano a percentagem de bilhetes obrigatória nos termos dos regulamentos das provas desportivas.

Na queixa dirigida à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a que a Rádio Regional teve acesso “Os clubes visitantes têm direito a requisitar até 5% do número de bilhetes da capacidade total dos lugares do estádio, destinados exclusivamente aos seus adeptos, numa área separada e segura implementada sob a responsabilidade do clube organizador” alegam os flavienses.

O Rio Ave não terá enviado os 687 bilhetes a que o Grupo Desportivo de Chaves tem direito ao abrigo do Regulamento de Competições da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (RDLFPF). Rio Rio Ave incorre assim em multa entre 3.000 euros (250 UC) e 255.000 euros (1500 UC) conforme prevê o RDLFPF.

A Rádio Regional apurou que a reunião plenária da Secção Profissional de Futebol do Conselho de Disciplina da FPF do passado dia 17-05-2022 deliberou instaurar o inquérito 25-2021/2022 e assim investigar os factos denunciados pelos Valentes Transmontanos referentes à última jornada da Liga Portugal Sabseg que colocava frente-a-frente o Rio Ave e o GD Chaves num jogo decisivo para a promoção à Primeira Liga.

LER MAIS

MAIS LIDAS