Ligue-se a nós

DESPORTO

CLUBES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL GASTAM 25 MILHÕES POR ANO EM SEGUROS

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) afirmou hoje que os clubes das ligas profissionais gastaram cerca de 25 milhões de euros (ME) em seguros em 2021/22, defendendo a alteração da atual legislação.

Online há

em

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) afirmou hoje que os clubes das ligas profissionais gastaram cerca de 25 milhões de euros (ME) em seguros em 2021/22, defendendo a alteração da atual legislação.

Pedro Proença foi hoje ouvido na Assembleia da República (AR), no âmbito da discussão na especialidade do projeto-lei que aprova o regime específico para reparação dos danos provocados por acidentes de trabalho de desportistas profissionais, considerando o tema de “grande relevância” para o futebol profissional.

“Em 2021/22, os 34 clubes que compõem o universo do futebol profissional gastaram cerca de 25 ME para poderem cumprir aquelas que são as suas obrigações em matéria de seguros. Porque, perante o atual quadro legislativo, as seguradoras consideram estar desprotegidas, transferindo, naturalmente, esse risco para os clientes”, disse o presidente da LPFP.

Pedro Proença entende que a especificidade do desporto “justifica um regime específico” e salientou que o custo médio deste seguro é mais elevado do que em outras áreas de atividade.

“20% é o custo médio para este tipo de seguro, quando o salário médio na I Liga é de 16.200 euros e na II Liga 3.900 euros. O custo médio do seguro em outras atividades é de 1,5%, e mesmo em algumas que é mais alto, nenhuma chega perto das 13 vezes a mais do futebol”, salientou.

Proença alertou para o risco de as seguradoras não estarem disponíveis para assegurar estes seguros no futuro e explicou que uma redução dos prémios poderá permitir “reintroduzir a verba no ecossistema do futebol profissional”.

“Com esta alteração não pretendemos beneficiar os clubes grandes. Existe grande dificuldade de pagamento das verbas dos seguros nos clubes médios e mais pequenos. Esta alteração legislativa também vai beneficiar os jogadores, porque os salários podem aumentar”, salientou, manifestando ainda disponibilidade para discutir um fundo de pensões.

O projeto-lei, apresentando pelo PS e aprovado na generalidade, propõe a possibilidade de revisão da incapacidade, que deve passar a poder ser requerida no prazo de 10 anos desde a data da alta clínica, além do limite mínimo de 5% de incapacidade estabelecido para as indemnizações a desportistas.

O presidente da LPFP considerou que o limite mínimo de incapacidade de 5% é “insuficiente” e defendeu que seja de 15% para reparação dos danos pela incapacidade permanente parcial no desporto profissional, lembrando que em Espanha o valor é de 33%, na Alemanha 20% e no Reino Unido de 14%.

Ainda assim, Pedro Proença admitiu como um possível solução a proposta de escalões de acordo com o vencimento para reparação dos danos pela incapacidade permanente parcial, proposta pela Associação Portuguesa de Seguradores (APS), até para afastar uma possível inconstitucionalidade do diploma.

A APS apresentou uma proposta em que sinistrados com salários mais baixos, até aos 40 ordenados mínimos (30.400 euros), não tenham qualquer limitação, enquanto os sinistrados com retribuições anuais entre os 30.400 euros e os 152 mil (até 200 ordenados mínimos), apenas se atenderá a incapacidades iguais ou superiores a 5%, uma percentagem que aumenta para 10% quem recebe mais de 152 mil euros por ano (retribuições superiores a 200 ordenados mínimos).

Apesar de estar disponível para discutir o escalonamento, Proença voltou a defender uma subida das percentagens de incapacidade a partir das quais se terá de indemnizar, nos casos dos vencimentos superiores a 30.400 euros.

Já em relação à revisão da incapacidade, o projeto-lei defende que só pode ser requerida no prazo de 10 anos a contar da data da alta clínica, com o presidente da Liga a defender uma redução para os cinco anos.

Proença aproveitou ainda a oportunidade para abordar outras questões do foro fiscal, como a redução das taxas de IRC e IRS ou a diminuição do imposto relativo aos praticantes desportivos, de modo a equiparar o futebol a outras áreas de atividade, tornando os clubes portugueses mais competitivos.

Os deputados Jorge Galveias (Chega), Manuel Loff (PCP) e Isabel Pires (BE) voltaram a levantar a questão da inconstitucionalidade do projeto-lei, dadas as discrepâncias face à lei geral, enquanto Hugo Maravilha (PSD) questionou se esta alteração vai beneficiar assim tanto os clubes mais pequenos e as restantes modalidades, ou se é uma lei para “três ou quatro clubes”.

Já Francisco César (PS) manifestou a disponibilidade de alterações no projeto-lei de modo a que seja melhorado e corrigidos alguns lapsos.

A audição de Pedro Proença foi a última na especialidade, decorrendo agora o prazo para entrega de propostas por parte dos partidos políticos.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

DESPORTO

SUPERTAÇA: PORTO E SPORTING REENCONTRAM-SE DIA 03 DE AGOSTO EM AVEIRO

A Supertaça Cândido de Oliveira, entre o campeão Sporting e o FC Porto, vencedor da Taça de Portugal, vai disputar-se em 03 de agosto, novamente em Aveiro, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Online há

em

A Supertaça Cândido de Oliveira, entre o campeão Sporting e o FC Porto, vencedor da Taça de Portugal, vai disputar-se em 03 de agosto, novamente em Aveiro, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

A partir das 20:15, o Estádio Municipal de Aveiro volta a ser palco da discussão do primeiro troféu da época, o que acontecerá pela quinta vez consecutiva.

O Sporting procura o 10.º troféu, na 12.ª participação, enquanto o FC Porto tentará a sua 24.ª conquista, à 34.ª presença.
PUBLICIDADE

Esta é a primeira vez que ‘leões’ e ‘dragões’ se vão defrontar em Aveiro, sendo que não se encontram na Supertaça desde 2008: este vai ser o 250.º embate da história do futebol português entre dois dos seus maiores símbolos.

Nos anteriores quatro confrontos entre ambos, o Sporting superiorizou-se sempre, num terceiro jogo nas edições de 1994/95 e 1999/2000 e num embate único em 2006/07 e 2007/08, respetivamente em Leiria e Algarve, respetivamente.

O FC Porto é a equipa com mais troféus (23), seguido de Sporting e Benfica, ambos com nove, enquanto o Boavista tem três êxitos e o Vitória de Guimarães um.

LER MAIS

DESPORTO

FC PORTO: EQUIPA DE GESTÃO DE ANDRÉ VILLAS-BOAS TOMARAM POSSE NA SAD

O novo presidente do FC Porto, André Villas-Boas, sucedeu hoje a Pinto da Costa na liderança da SAD, responsável pela administração do futebol profissional do terceiro colocado da edição 2023/24 da I Liga, comunicaram os ‘dragões’.

Online há

em

O novo presidente do FC Porto, André Villas-Boas, sucedeu hoje a Pinto da Costa na liderança da SAD, responsável pela administração do futebol profissional do terceiro colocado da edição 2023/24 da I Liga, comunicaram os ‘dragões’.

Numa Assembleia Geral realizada ao final da manhã no Estádio do Dragão, no Porto, 18 acionistas aprovaram por unanimidade os nomes propostos para a cúpula da sociedade pelo ex-treinador, investido há exatamente três semanas como 34.º presidente do clube.

André Villas-Boas, de 46 anos, é acompanhado por José Pereira da Costa, responsável pelo pelouro financeiro, na comissão executiva do conselho de administração da SAD do FC Porto, que junta cinco elementos, ao contrário dos nove na gestão de Pinto da Costa.

Carlos Gomes da Silva, antigo administrador da petrolífera Galp, foi nomeado como vice-presidente, num elenco completado por Maria do Rosário Moreira, docente na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, e Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria do XXI Governo, então chefiado pelo socialista António Costa, de 2017 a 2018.

Já as presidências da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal ficam a cargo de António Tavares e Angelino Ferreira, antigo administrador financeiro da FC Porto SAD, respetivamente, replicando as funções desempenhadas em órgãos homólogos do clube.

A Comissão de Vencimentos vai ser presidida por Óscar Afonso, diretor da Faculdade de Economia do Porto, enquanto a Ernst & Young Audit prossegue como revisora oficial de contas da sociedade, cujos titulares de quatro órgãos foram aprovados por unanimidade.

A exceção aconteceu na ratificação por maioria, com uma abstenção, do novo Conselho Consultivo, que junta diversos ‘notáveis’ nas 15 vagas efetivas e é liderado por Fernando Freire de Sousa, que já era o primeiro nome indicado para o Conselho Superior do clube.

A nova composição da sociedade foi empossada rumo ao quadriénio 2024-2027, um mês depois de André Villas-Boas ter sido eleito presidente dos ‘dragões’, ao derrotar Pinto da Costa, líder há 42 anos e 15 mandatos, no sufrágio mais participado da história do clube.

Desde então, o ex-treinador foi apelando à rápida renúncia da administração cessante da SAD, mas todos os órgãos sociais prosseguiram em funções até ao fim da temporada da equipa de futebol, que arrebatou no domingo a Taça de Portugal pela 20.ª vez, e terceira consecutiva, ao vencer o recém-campeão Sporting (2-1, após prolongamento), no Jamor.

À imagem de outros jogos realizados depois das eleições, os dois dirigentes sentaram-se quase lado a lado na tribuna presidencial do Estádio Nacional, em Oeiras, e deram um abraço após o final da partida, levantando juntos o único troféu do FC Porto em 2023/24.

Se André Villas-Boas alcançou o primeiro troféu no futebol desde a sua tomada de posse presidencial, Pinto da Costa, de 86 anos, comemorou o 45.º e último em 27 temporadas como líder da SAD, fundada em 30 de julho de 1997, da mesma forma como chegou aos 69 cetros – sete dos quais internacionais – desde a primeira eleição no clube, em abril de 1982, tendo consolidado o estatuto de dirigente mais antigo e titulado do futebol mundial.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
LINHA CANCRO

DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL

MAIS LIDAS