Ligue-se a nós

DESPORTO

VERÍSSIMO ASSUME QUE ÉPOCA DO BENFICA NÃO FOI BEM-SUCEDIDA

O treinador do Benfica assumiu hoje que a época da equipa de futebol não foi bem-sucedida, por não ter conquistado quaisquer títulos, mas preferiu olhar para o “copo meio cheio” no balanço da sua passagem pelas funções.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O treinador do Benfica assumiu hoje que a época da equipa de futebol não foi bem-sucedida, por não ter conquistado quaisquer títulos, mas preferiu olhar para o “copo meio cheio” no balanço da sua passagem pelas funções.

“Não posso dizer que foi uma missão bem-sucedida, na medida em que não conquistámos qualquer título, portanto é uma época má. Mas também devemos olhar para o copo meio cheio e perceber que esta equipa também fez coisas interessantes”, resumiu Nelson Veríssimo, em conferência de imprensa que decorreu no Seixal.

Sem se deter, o treinador que sucedeu a Jorge Jesus, no final de dezembro, enumerou os aspetos positivos, começando pelo “percurso na Liga dos Campeões”, e que a equipa, “com mérito, foi passando as eliminatórias”, acabando por eliminar o Ajax e cair frente ao Liverpool, equipas que, a par do Bayern Munique, “tinham sido as únicas a passar [a fase de grupos] sem qualquer ponto perdido”.

Nas competições nacionais, os principais objetivos não foram conseguidos, mas o Benfica deu “uma boa resposta” em momentos em que “a ideia geral era que o resultado estava feito mesmo antes de a equipa ir a jogo”.

“A nível interno, obviamente, o objetivo passaria sempre por chegar em primeiro lugar ao final da Liga e não conseguimos. Não o conseguindo, seria alcançar o apuramento direto para a Liga dos Campeões, o que também não conseguimos. Fica esse jogo de Alvalade, em que, mais uma vez, a equipa deu uma boa resposta, tal como com o FC Porto, em casa, apesar de termos perdido”, analisou Veríssimo.

Por outro lado, o técnico destacou, também, “jogadores que acabaram por crescer ainda mais”, tais como “Darwin [Núñez], Everton e Julian [Weigl]”, e a “aposta na continuidade de Paulo Bernardo e Gonçalo Ramos”, bem como outros jovens oriundos da formação do clube.

“Olhando para o futuro do Benfica, abrimos portas à possibilidade de olhar para outros jovens como o Henrique Araújo, que se estreou, o Sandro [Cruz], o Tomás Araújo. Portanto, reconhecendo que não se conquistou qualquer título, podemos olhar para a temporada e encontrar uma série de situações positivais”, concluiu.

Ainda relativamente aos jogadores formados no clube, o técnico adiantou que vai levar para o desfio frente ao Paços de Ferreira, na sexta-feira, “jovens que ainda não tinham integrado a convocatória da equipa A”, tais como “Martim [Neto] e Diego [Moreira]”, além de promover os regressos de “Sandro [Cruz] e [Tiago] Gouveia”.

“É uma questão de oportunidade. Hoje, foram escolhidos estes, provavelmente amanhã [sexta-feira] alguns poderão jogar de início ou entrar com o jogo a decorrer. Todos eles têm qualidade, mas têm de continuar a lutar para merecer as oportunidades que os treinadores vão acabar por lhes dar”, vincou o técnico dos ‘encarnados’.

A visita a Paços de Ferreira, em encontro da 34.ª e última jornada da Liga, com início marcado para as 20:15 e arbitragem de Hugo Silva (AF Santarém), marca o último encontro de Nelson Veríssimo como treinador do Benfica, mas o técnico mostrou-se convicto de que voltará ao clube.

“É a segunda vez que passo por esta cadeira de sonho e tenho a plena convicção de que no futuro esta porta se irá abrir noutro contexto e noutras circunstâncias que permitam desenvolver outro tipo de trabalho”, afiançou o treinador.

DESPORTO

DESPORTIVO DE CHAVES E MOREIRENSE DISPUTAM PLAYOFF EM 21 E 29 DE MAIO.

O Moreirense e o Desportivo de Chaves disputam em 21 e 29 de maio a última vaga na I Liga portuguesa de futebol, nos jogos do ‘play-off’ de manutenção/promoção, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O Moreirense e o Desportivo de Chaves disputam em 21 e 29 de maio a última vaga na I Liga portuguesa de futebol, nos jogos do ‘play-off’ de manutenção/promoção, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

O primeiro jogo entre o Desportivo de Chaves, terceiro na II Liga, e o Moreirense, 16.º na I Liga, vai realizar-se no dia 21 de maio, pelas 20:00, no Estádio Eng.º Manuel Branco Teixeira, em Chaves, enquanto o segundo jogo está agendado para 29 de maio, pelas 19:30, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.

O vencedor do ‘play-off’ vai garantir a última vaga ainda em aberto no escalão máximo do futebol português.

LER MAIS

DESPORTO

RIO AVE E CASA PIA CONFIRMAM SUBIDA À PRIMEIRA LIGA

Rio Ave e Casa Pia asseguraram hoje a subida à I Liga portuguesa de futebol, depois de vencerem os respetivos jogos da 34.ª e última jornada da II Liga, enquanto o Desportivo de Chaves vai disputar o ‘play-off’.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

Rio Ave e Casa Pia asseguraram hoje a subida à I Liga portuguesa de futebol, depois de vencerem os respetivos jogos da 34.ª e última jornada da II Liga, enquanto o Desportivo de Chaves vai disputar o ‘play-off’.

Em Vila do Conde, o Rio Ave, que tinha sido despromovido na época passada, venceu por 3-0 os flavienses, com golos de Yakubu Aziz, logo no primeiro minuto, e Aderllan Santos, aos 77 e 80, terminando a prova no primeiro lugar, com 70 pontos, que lhe garante o título de campeão do segundo escalão pela quarta vez, depois de 1986, 1996 e 2003.

Com o desaire, o Desportivo de Chaves, que terminou reduzido a 10 elementos, por expulsão de Luís Rocha, aos 75 minutos, fecha o campeonato com 64 pontos e no terceiro lugar, que lhe permite participar no ‘play-off’ de manutenção/promoção diante do 16.º e antepenúltimo classificado da I Liga, no caso o Moreirense.

Já o Casa Pia confirmou o segundo posto da competição, com 68 pontos, e o consequente regresso à I Liga 83 anos depois, com uma goleada na visita ao Leixões, por 5-1. Zach Muscat (10 minutos), João Vieira (12), Jota (16 e 39) e Derick Poloni (90+3) assinaram os golos dos lisboetas, enquanto Léo Bolgado (61) reduziu para os leixonenses, que fecham a época no oitavo lugar, com 48 pontos.

LER MAIS

DESPORTO

FC PORTO: VENCE O ESTORIL E CELEBRA O TÍTULO COM RECORDE DE PONTOS

O FC Porto venceu hoje na receção ao Estoril Praia, por 2-0, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa, que consagrou os ‘dragões’ como campeões pela 30.ª vez, com recorde de pontos.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O FC Porto venceu hoje na receção ao Estoril Praia, por 2-0, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa, que consagrou os ‘dragões’ como campeões pela 30.ª vez, com recorde de pontos.

Com o triunfo selado com os golos de Joãozinho, na própria baliza, aos 48 minutos, e Fernando Andrade, aos 88, a formação comandada por Sérgio Conceição somou 91 pontos, estabelecendo o novo máximo de pontos na I Liga, mais três do que os alcançados pelo FC Porto, em 2017/18, e pelo Benfica, em 2015/16.

Os ‘azuis e brancos’ recebem hoje o troféu do 30.º título de campeão português de futebol, assegurado na semana passada com a vitória no terreno do Benfica (1-0), após o 15.º triunfo em casa na competição, frente ao Estoril, oitavo classificado, com 39 pontos.

LER MAIS

DESPORTO

SPORTING: RÚBEN AMORIM DIZ QUE NESTA ÉPOCA O SPORTING FOI ‘ZERO’

O treinador Rúben Amorim classificou, esta sexta-feira, a época do Sporting com um “zero”, após falhar a revalidação do título de campeão da I Liga portuguesa de futebol, conquistada este ano pelo FC Porto.

Online há

em

nbsp| JORNAL ONLINE

O treinador Rúben Amorim classificou, esta sexta-feira, a época do Sporting com um “zero”, após falhar a revalidação do título de campeão da I Liga portuguesa de futebol, conquistada este ano pelo FC Porto.

No futebol é tudo ou nada. Ou se ganha e é 10, ou não se ganha e, num clube grande, é zero. Não gosto de estar a dar um número porque pode haver interpretações do que é um cinco, um sete ou um oito. No futebol é tudo ou nada. Não ganhámos o campeonato, é nada”, atirou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão do encontro de sábado, com o Santa Clara, da 34.ª e última jornada.

Nesse sentido, Amorim vincou que a possibilidade de igualar os 85 pontos da época passada, com a qual se sagrou campeão nacional ao serviço dos ‘leões’, se vencer o Santa Clara na última jornada, também não lhe diz “nada”.

“São tempos diferentes, sensações diferentes. Ganhar com 70 pontos tem mais sabor do que o segundo lugar com 85 pontos. Perdemos o campeonato, vamos lutar pelo próximo, sabendo que há três equipas que lutam pelo campeonato e só há lugar para um [campeão]”, desvalorizou o treinador dos ‘leões’, em Alcochete.

Depois, questionado sobre a possibilidade de as arbitragens terem interferido no desfecho do campeonato, o técnico recusou “fazer uma avaliação dos árbitros”, e aproveitou para lembrar que deu os parabéns aos ‘dragões’ pelo título, o que não terá acontecido na época passada, no sentido inverso.

“Dei os parabéns ao campeão, coisa que não aconteceu em relação a nós. Eu fiz o meu papel, porque é assim que temos de gerir as coisas. Simplesmente dei os parabéns ao FC Porto, foi campeão e, quanto a mim, nos momentos chave foi um justo campeão”, avaliou.

E com o título resolvido, assim como a entrada direta na fase de grupos da Liga dos Campeões, face ao segundo lugar assegurado, o técnico começou por revelar que vai promover alguma rotação na equipa, frente ao Santa Clara, para “aproveitar todos os minutos para crescer como equipa”.

Instado a revelar o ‘onze’ titular, acabou por fazê-lo antes de pedir aos jornalistas, com boa disposição, para “não dizer ao Mário [Silva]”, treinador dos açorianos.

“João Virgínia, Neto, Coates, Gonçalo Inácio, Porro, Palhinha, [Daniel] Bragança, Nuno Santos, Pote [Pedro Gonçalves], Pablo Sarabia e Tabata”, desvendou.

O Sporting recebe o Santa Clara no sábado, em partida da 34.ª e última jornada da I Liga, com início marcado para as 20h30, no Estádio José Alvalade, e arbitragem de Hugo Miguel (AF Lisboa).

LER MAIS

MAIS LIDAS